uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Bloco de Esquerda do Cartaxo aproveita balanço autárquico para comentar vida interna do PS

Bloco de Esquerda do Cartaxo aproveita balanço autárquico para comentar vida interna do PS

Concurso para privatização das águas apresentado como “manobra eleitoral”

A conferência de imprensa era para fazer o balanço da actividade autárquica mas o líder concelhio do BE, Francisco Colaço, acabou por comentar eleições no PS.

Edição de 08.08.2007 | Política
O Secretariado Concelhio do Cartaxo do Bloco de Esquerda acusa o presidente da Câmara do Cartaxo, Paulo Caldas (PS) de não ter “estratégia e capacidade negocial e de estar a perder credibilidade entre os seus pares da Comunidade Urbana da Lezíria do Tejo (CULT)”. Tudo porque o concelho perdeu 2,2 milhões de euros em fundos de coesão para financiar obras de saneamento básico. Recorde-se que o Ministério do Ambiente aceitou validar a reprogramação da candidatura da CULT ao fundo de coesão para investimentos nas redes de água e saneamento para os sete municípios que vão integrar a empresa intermunicipal Águas do Ribatejo. A decisão faz com que os municípios de Santarém e Cartaxo fiquem afastados do acesso àquelas verbas por terem abandonado o projecto conjunto.Em conferência de imprensa realizada quinta-feira, dia 2, para fazer um balanço político de dois anos de mandato autárquico, o BE, que tem um representante eleito na Assembleia Municipal, lembrou que sempre defendeu a integração do concelho no projecto Águas do Ribatejo e lamentou que PS e PSD não tenham permitido um referendo à população sobre a privatização das águas no concelho.O líder da concelhia do BE e deputado municipal, Francisco Colaço, considera que “a única saída para a maioria socialista na câmara foi abrir concurso internacional para privatizar as águas e saneamento no concelho para receber verbas, nos próximos dois anos, lhe permitam fazer um brilharete eleitoral”. É que segundo disse, o concurso está preparado para a maior parte do dinheiro ser recebido nos primeiros anos.O BE lamenta que a rua Batalhoz tenha sido fechada ao trânsito sem acompanhamento por parte dos comerciantes e sem animação ou eventos culturais que valorizem a medida e acusou a maioria socialista de não responder aos requerimentos que o partido tem apresentado nas sessões da Assembleia Municipal.A disputa da liderança do PS do Cartaxo entre Paulo Caldas e Pedro Ribeiro (vereador municipal) e o ambiente que a tem rodeado foi classificada pelo BE como “garotada”.
Bloco de Esquerda do Cartaxo aproveita balanço autárquico para comentar vida interna do PS

Mais Notícias

    A carregar...