uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Fazendense e Cartaxo já têm os subsídios garantidos para as deslocações às ilhas

Edição de 29.08.2007 | Desporto
A atribuição dos subsídios para as deslocações dos clubes às Regiões Autónomas ficou esclarecida na Secretaria de Estado da Juventude e Desporto, numa reunião, realizada na segunda-feira, entre Laurentino Dias e a Liga de Futebol Não Profissional (LPFNP). Na reunião, que durou perto de três horas, o Secretário de Estado do Desporto garantiu aos dirigentes da LPFNP presentes que este apoio nunca esteve em causa. No final em declarações à comunicação social, Laurentino Dias clarificou o assunto: “Nunca pusemos em causa a comparticipação ao futebol para as deslocações às ilhas. Ao longo de muitos anos o futebol teve um tratamento diferente das restantes modalidades. Em 2006 definimos uma política comum para o desporto nacional, já tratamos com as federações de andebol, basquetebol, patinagem e futebol no que se refere ao futsal. Agora, será em relação à 2.ª e 3.ª divisões de futebol, o que será contratualizado nos próximos dias.” O governante esclareceu que estes apoios são apenas para o futebol não profissional.O presidente da LPFNP, Dias Ferreira, adiantou que a polémica resultou da “falta de informação e da forma como esta chegou à opinião pública” e o subsídio será de “75 euros por cada pessoa que esteja na ficha de jogo, num total de 21 elementos”, o que vai ultrapassar os 1.500 euros.Os clubes da série E da Terceira Divisão Nacional, onde se incluíam o Fazendense e o Cartaxo, que tinham ameaçado partir para a greve no caso do apoio ser retirado, já confessaram a sua satisfação pela resolução do caso.

Mais Notícias

    A carregar...