uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Consultório de podologia de Joelle Parloo-Elias

Consultório de podologia de Joelle Parloo-Elias

Há catorze anos a incutir o hábito de bem tratar os pés
Edição de 26.09.2007 | Economia
Joelle Parloo-Elias encontrou em Portugal, mais propriamente em Santarém, o sítio perfeito para iniciar a sua carreia como podologista. “Vim cá uma vez de visita e adorei o país. Para além disso reparei que havia muito a fazer a nível de saúde e não havia praticamente nada na área da podologia. Como sou uma mulher que gosta de desafios, arrisquei”, conta divertida.A para-médica belga, que fez a especialização em França, revela que sentiu no início uma enorme diferença no sistema de saúde. No seu país natal um diabético tem direito a duas ou três consultas de podologia reembolsadas por ano. Cá nem sequer havia o hábito de consultar um especialista dos pés. Joelle decidiu trabalhar para mudar os hábitos portugueses e catorze anos depois pode dizer que contribuiu para mudar alguma coisa a esse nível.O seu sonho sempre foi a medicina. “Em pequenina queria ser médica e ajudar os países do terceiro mundo. Sempre pensei ir para o Peru, não sei bem porquê”, relembra. Acabou por se apaixonar pela especialidade de podologia e hoje fala da sua profissão com entusiasmo.Explica que uma palmilha com elementos de dois milímetros pode fazer toda a diferença na postura de uma pessoa. “Cheguei a ter aqui uma senhora idosa que pendia muito para o lado direito, alguns meses a usar as palmilhas e quando regressou já nem me parecia a mesma”, conta. A posturologia é uma área que também a apaixona e que está intimamente ligada à podologia. Apesar de alguma dificuldade em criar uma nova mentalidade a nível do tratamento dos pés, Joelle Parloo-Elias conta agora que tem pacientes de todos os tipos, embora exista uma pequena maioria de mulheres. “Também recebo muitos idosos, diabéticos e muitas crianças”, explica. Os problemas mais comuns são as calosidades e as unhas encravadas, uma das situações que mais gosta de tratar. A podologista é incapaz de fazer um trabalho incompleto. Não se limita a analisar o problema mais visível, faz um check-up completo sempre preocupada em ter uma relação próxima com paciente até para que se sintam mais à vontade.Para uns pés bem cuidados, a especialista aconselha que se sequem bem depois de lavados e a aplicação de um creme hidratante. Este procedimento é a base para uns pés saudáveis, defende. “O uso de calçado confortável também é importante, até porque influencia a postura”. Para evitar as comuns unhas encravadas basta tentar cortá-las ao formato da unha. Apesar de catorze anos a exercer podologia, Joelle nunca se considera satisfeita e não descura uma formação contínua, pelo que se desloca algumas vezes ao seu país a fim de participar em encontros das especialidades que a interessam. “Sinto um pouco a falta da troca de ideias entre áreas e do cruzamento de conhecimentos, que não são muitos comuns em Portugal”, afirma acrescentando que apesar de tudo as coisas estão a melhorar.
Consultório de podologia de Joelle Parloo-Elias

Mais Notícias

    A carregar...