uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Hugo Rosário

Consultor informático, 26 anos, Póvoa de Santa Iria

A formação profissional é essencial para o desenvolvimento dos jovens e do País. Falta também em Portugal muito espírito empreendedor e vontade de arriscar.

Edição de 24.10.2007 | Agora falo eu
O que deve mudar no concelho de Vila Franca de Xira?Há muito para fazer no concelho de Vila Franca de Xira desde as acessibilidades às escolas até às infra-estruturas de saúde e de apoio à terceira idade. Tenho consciência que os recursos financeiros são finitos e que não é possível realizar todas as obras ao mesmo tempo. É preciso colocar prioridades e definir as necessidades do concelho. O que pensa do mercado de trabalho?A realidade diz que muitos jovens recém formados vão para o desemprego ou vão trabalhar fora da área de formação. Algo que não posso negar, no entanto, julgo que a formação superior é essencial para o desenvolvimento dos jovens e do país. Caberá aos jovens e às instituições, que querem o ensino superior, a adequação do número vagas a determinados cursos e as respectivas saídas profissionais, tendo em atenção que alguns licenciados vão seguir a vertente académica que é algo importante para a evolução do conhecimento científico em Portugal.Arranjaria trabalho através do centro de emprego?Dado a minha formação profissional sim. Falta também em Portugal muito espírito empreendedor e vontade de arriscar. Este problema não pode ser só atribuído às pessoas, mas também às instituições que suportam este tipo de investimento. Que pensa sobre o pedido de desculpa do seleccionador nacional ao jogador sérvio Dragutinovic?O pedido de desculpa era uma obrigação do seleccionador nacional. Foi este o caso verificado. Em relação a uma redução de pena a Luiz Felipe Scolari não concordo, pois apesar de querer o melhor para a nossa selecção há princípios que devem ser respeitados. A posição de seleccionador nacional exige outro tipo de responsabilidade. Que museu visitaria?O novo museu do neo-realismo em Vila Franca de Xira porque julgo que vai ser uma referência a nível nacional. Estou curioso de visitar esta nova estrutura edificada na cidade que reflecte um período importante da nossa vida.O que pensa do processo Casa Pia?É um processo que me chocou pelo género de crimes praticados e pela quantidade de pessoas envolvidas. Especialmente pessoas de quem tínhamos uma ideia preconcebida que com este processo a imagem ficou abalada. Não quero acusar ninguém. Não há condenados sem que se chegue a alguma conclusão. Gosta de viajar?Sim. Gostava de ir ao Brasil. Identifico-me muito com a alegria do povo brasileiro e sobretudo pelo prazer de viver que esse povo tem. Os factores que marcam este país são as praias, o clima, a gastronomia e a música. É aficcionado?Não sou um bom exemplo de aficcionado pela festa dos toiros. O facto de ser um povoense de gema poderá explicar essa situação. Sou a favor dos toiros em pontas nas largadas, porque a luta é mais justa, apesar de ser mais perigosa. Mas também só lá vai para dentro quem quer.

Mais Notícias

    A carregar...