uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Prémio de Teatro Bernardo Santareno atribuído a António de Vasconcelos Nogueira

Prémio de Teatro Bernardo Santareno atribuído a António de Vasconcelos Nogueira

Edição de 24.10.2007 | Cultura e Lazer
“As Lamentações de G. Von. H. ou Auto dos Bem Amados”, de António de Vasconcelos Nogueira, é a obra vencedora do Prémio Nacional de Teatro Bernardo Santareno, divulgado terça-feira pelo júri do concurso. Vicente Batalha, presidente do Instituto Bernardo Santareno (IBS), o escritor, dramaturgo e representante da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA), Abel Neves, e o escritor e presidente da Associação Portuguesa de Escritores (APE), José Manuel Mendes, apresentaram o vencedor do concurso a que se candidataram 133 obras originais. Dessas, foram seleccionadas 17 mas, o júri – que também inclui a actriz e encenadora Fernanda Lapa que esteve ausente – decidiu o vencedor em duas horas e por unanimidade.Instado a comentar a obra vencedora, Abel Neves revelou que a peça aborda a vida de uma mulher judia com dois maridos diferentes, na Alemanha de há três séculos. O dramaturgo considera que a obra tem o aspecto brilhante de partilhar a vida da personagem, além da qualidade do diálogo e da escrita desenvolvidos. Conclui que o texto “está num bom patamar da dramaturgia nacional”. Sem grandes pormenores, José Manuel Mendes preferiu relevar a “escrita com informação, nervo, envolvente e propícia ao trabalho cénico”. A obra, enviada desde o Luxemburgo, e o seu autor serão distinguidos durante a Grande Gala Santareno de Teatro, a realizar a 19 de Novembro, no Teatro Sá da Bandeira. O prémio, bienal, regressa em 2009, devendo a peça ser editada com o apoio da Câmara de Santarém em 2008. António de Vasconcelos Nogueira nasceu em Águeda em 1961. É licenciado, mestre e doutorado em Filosofia, e reside no Luxemburgo. É autor de escritos académicos como Judaísmo e Capitalismo, Contribuição dos judeus portugueses para a ética capitalista (2004) e De Re Kantiana (1997) e Portugal e o Báltico (1995). A peça O Mestre de K. é o seu primeiro escrito que ganhou ex-aequo o Prémio Literário “José Régio” Teatro 2001.
Prémio de Teatro Bernardo Santareno atribuído a António de Vasconcelos Nogueira

Mais Notícias

    A carregar...