uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Bloco contra nova lei eleitoral autárquica

Edição de 10.01.2008 | Sociedade
O Bloco de Esquerda do Entroncamento apresentou, na assembleia municipal de sábado passado, uma moção onde que critica e repudia a nova lei eleitoral autárquica, actualmente em preparação pelo Governo. Carlos Matias, o líder da bancada do BE diz que o novo diploma pretende retirar a representação nos executivos das pequenas forças políticas, deixando de haver eleição directa para a câmara, sendo esta constituída em maioria pelo partido vencedor na eleição das assembleias municipais. Dando o exemplo do concelho do Entroncamento, o deputado sublinhou: “Se o partido A obtiver 35 por cento, o B 34 por cento e o C 25 por cento, com a nova lei o partido A terá 5 vereadores, o segundo terá um vereador, apesar de ter tido apenas menos um por cento dos votos, e o terceiro consegue também um vereador, apesar de ter tido apenas 25%”.António Ferreira da CDU, que votou a favor da proposta, referiu que, “o povo não quer câmaras de maioria absoluta”, enquanto o socialista Ferreira Marques apoiou a proposta de alteração à Lei, indo ainda mais longe e afirmando “não o repugnar nada que o executivo tenha uma só cor”. Também para o PSD a alteração à Lei Eleitoral vem “dar à assembleia municipal um poder reforçado, continuando a espelhar a votação” dos eleitores. As duas maiores forças políticas do concelho acabaram por ditar a rejeição da moção.

Mais Notícias

    A carregar...