uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Armando Barata, administrador da Largiro, Vila Franca de Xira

Armando Barata, administrador da Largiro, Vila Franca de Xira

Uma estrutura que vai atirar Portugal para a rota mundial
Edição de 17.01.2008 | Sociedade
Para o administrador da Largiro, empresa de materiais de construção, o Governo tomou a melhor decisão com a escolha de Alcochete. Armando Barata reconhece que é o local mais rentável. “Em Alcochete a maioria dos terrenos pertencem ao Estado o que se traduz numa grande poupança financeira. A recém estreada ponte das Lezírias em Benavente e a nova ponte que será construída entre Chelas e o Montijo vem aproximar-nos ainda mais daquela zona. Seremos todos afectados positivamente”, salienta, acrescentando ainda que com o aeroporto em Alcochete os espanhóis residentes na fronteira vão estar mais próximos do aeroporto português do que do principal aeroporto espanhol em Madrid.Segundo o empresário,com o novo aeroporto de Lisboa passamos a entrar na rota de grandes continentes como a América do Norte ou a Ásia. “Portugal está num ponto nevrálgico entre vários continentes. Todos os dias centenas de aviões cruzam os nossos céus vindos dos Estados Unidos da América ou da China, talvez os dois países mais influentes do mundo actual, e não aterram em Portugal porque não temos um aeroporto capaz de trabalhar com países considerados de primeiro mundo”, afirma.Para Armando Barata a nova infra-estrutura aeroportuária vai aumentar o turismo em todo o país. Na sua opinião Portugal tem uma entidade cultural e histórica extraordinária faltando apenas as infra-estruturas para receber turistas em grande número.
Armando Barata, administrador da Largiro, Vila Franca de Xira

Mais Notícias

    A carregar...