uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Executivo discute futuro de Valada

Edição de 06.03.2008 | Sociedade
A vereadora do PSD na Câmara do Cartaxo, Manuela Estêvão, afirmou, na reunião descentralizada do executivo municipal realizada em Valada, que aquela freguesia tem o menor investimento per capita do concelho por parte do município. E que parou no tempo por “falta de vontade política da maioria PS dos últimos 30 anos”, por não se poder construir novas habitações na freguesia, situada em área inundável. O presidente da Junta de Valada contestou as afirmações da vereadora. Manuel Fabiano (PS) reconheceu que ainda muito há por fazer. Como acessos em condições pelas estradas nacionais 3-3 e 3-2, permitir a construção na freguesia que perdeu mais de mil habitantes em 20 anos e construir o saneamento básico. “Tenho-me batido pela freguesia que se encontra carenciada em relação às restantes freguesias do concelho no que respeita a equipamentos. E a câmara vai ter de dar passos maiores para recuperar esse atraso”, analisou o autarca. Que definiu ainda quatro prioridades para a freguesia, tal como tinha feito o líder do município, Paulo Caldas: saneamento básico, construção, acessibilidades e desenvolvimento turístico. O vereador da CDU, Mário Júlio Reis, mostrou-se pouco optimista quanto ao futuro da freguesia. A Câmara do Cartaxo decidiu solicitar recentemente ao Laboratório Nacional de Engenharia Civil (LNEC)” a elaboração de um estudo técnico que ponha em evidência que Valada não está em zona de leito de cheia, e que essas conclusões sejam enviadas ao Instituto da Água.

Mais Notícias

    A carregar...