uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Caminhada junta 250 pessoas na Charneca de Samora Correia

Caminhada junta 250 pessoas na Charneca de Samora Correia

Iniciativa insere-se na Semana Internacional do Cérebro

Os caminheiros mais debilitados garantem que “quando a cabeça está forte é mais fácil vencer as dificuldades das pernas”. A maioria dos seniores cumpriu 10 quilómetros com um sacrifício que faz bem ao corpo e à alma.

Edição de 20.03.2008 | Sociedade
Uma vaca preta atravessa-se no meio dos caminheiros e gera alguma emoção e medo, apesar do monitor ter avisado que o gado é manso e com naturalidade iria aparecer no caminho dos 250 participantes na caminhada pelo cérebro realizada na manhã de domingo na Charneca dos Montinhos, propriedade da Companhia das Lezírias, em Samora Correia.Caminheiros de todas as idades percorreram mais de 10 quilómetros num ambiente paradisíaco. Maria Adelaide, 70 anos, necessitou da ajuda de uma bengala mas conseguiu cumprir o desafio lançado a um grupo de amigas. “O que manda é a cabeça. Quando a cabeça está forte, as pernas andam”, explica a septuagenária, num sinal de que absorveu a mensagem lançada na semana dedicada ao cérebro. A caminheira guarda religiosamente a t-shirt oferecida pela junta de freguesia para perpetuar a participação.No numeroso pelotão há crianças, jovens, homens e mulheres. Todos unidos por uma causa a promoção dos hábitos saudáveis que ajudam a melhorar o funcionamento do cérebro e da mente. “Com a cabeça saudável, o corpo reage muito melhor”, adianta Óscar Alves, 56 anos, que elogiou a caminhada pelo ambiente escolhido. “Temos ar puro, árvores, animais e um conjunto de amigos que ajudam a vencer os quilómetros”, referiu. Reformado por invalidez, Óscar encontrou na corrida uma forma de revitalizar o corpo e a mente. “Todos os dias faço mais de cinco quilómetros a pé”, adianta.Na cauda do pelotão, uma mulher grávida faz a caminhada no seu ritmo. A caminhada é aconselhada pelos médicos que assistem as parturientes, principalmente nos dias que antecedem o momento de dar à luz.Mais atrás vem o último grupo onde estão inseridos os cientistas Edgar e Odete Cruz e Silva, mentores da Semana Internacional do Cérebro que pela primeira vez decorreu em Samora Correia em simultâneo com um conjunto de cidades nacionais e noutros 60 países. O investigador na área da biologia molecular associada ao cérebro estuda os problemas do envelhecimento e aconselha a caminhada como uma actividade saudável para combater o envelhecimento precoce e proporcionar um envelhecimento saudável aos mais velhos.Laurindo Braga da Palma é um bom exemplo de como se pode receber os anos sem lhes dar o peso negativo. Entusiasta da caminhada, o sexagenário garante que o entusiasmo é contagiante. “Trouxe um grupo de 15 amigos da minha idade de Coruche”, refere com orgulho enquanto explica que na véspera participou na caminhada associada à Meia Maratona de Lisboa e que a fez com uma perna às costas. A caminhada pelo cérebro, organizada pela Câmara Municipal de Benavente e Junta de Freguesia de Samora Correia em colaboração com a Sociedade Portuguesa de Neurociências, regressa no próximo ano, mas até lá há um calendário preenchido. No dia 6 de Abril, a Junta de Freguesia de Samora Correia organiza uma caminhada na charneca samorense inserida nas comemorações do Foral da vila.
Caminhada junta 250 pessoas na Charneca de Samora Correia

Mais Notícias

    A carregar...