uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Entroncamento quer criar escola de trânsito

Edição de 21.05.2008 | Sociedade
O executivo do Entroncamento aprovou na segunda-feira, por maioria, o lançamento do concurso público para a construção de uma escola de trânsito, destinada à formação rodoviária de crianças e jovens. O equipamento vai ficar localizado junto ao novo jardim-de-infância da zona norte, perto do lar ferroviário. O custo estimado do projecto, que conta com o apoio do Governo Civil de Santarém, ronda os 290 mil euros. O presidente do município, Jaime Ramos (PSD), considerou a escola como “um projecto fundamental para as crianças aprenderem as regras de trânsito, numa cidade congestionada como o Entroncamento”.“Mais importante que fazer uma casa para a malta (casa da juventude) como o senhor pretendia”, ressalvou Jaime Ramos, respondendo assim às críticas feitas pelo vereador do Bloco de Esquerda (BE). Henrique Leal foi o único a votar contra o projecto, afirmando não ver “qualquer intuito, vantagem ou sequer prioridade” naquele projecto, ainda para mais quando o concelho “tem graves carências”, nomeadamente ao nível da educação. Para o vereador do BE, a Câmara do Entroncamento não se pode dar ao luxo de esbanjar dinheiro num “empreendimento de glamour” e num “capricho eleitoral”.Já para o vereador Alexandre Zagalo, do PS, a escola de trânsito é um investimento interessante, uma vez que as crianças precisam cada vez mais de se educarem em termos rodoviários. “É preciso apostar nestas escolas para as crianças saberem como atravessar uma estrada ou identificar os sinais de trânsito, numa altura em que há um número crescente de atropelamentos”, referiu o vereador socialista, adiantando ainda que “até muitos adultos devem ser reeducados a este nível”.

Mais Notícias

    A carregar...