uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Colégio dos Navegantes inicia viagem em Agosto

Edição de 19.06.2008 | Economia
Creche, jardim-de-infância, actividades de tempos livres (ATL) e ensino de 1.º e 2.º ciclos (até ao sexto ano de escolaridade) são as valências do Colégio dos Navegantes que inicia as suas actividades, no Entroncamento, a 1 de Agosto, numa altura do ano em que se verifica a falta de resposta neste campo para muitas famílias. Trata-se de uma instuitição de ensino particular, inspirada numa “visão humanista e cristã”, com capacidade para acolher cerca de 200 crianças a partir do momento em que estas comecem a andar, existindo um projecto de creche com berçário que será implantado posteriormente. No Colégio funcionará ainda uma escola de Línguas e uma escola de Música que se pretende que sejam outros dois pólos de atracção. Rui Santos Tereso, 38 anos, director do colégio e também mentor do projecto educativo explica que a aposta no Entroncamento advém do facto de se tratar de uma cidade cosmopolita, jovem e em contínuo crescimento. As instalações, com mais de mil metros quadrados e distribuidas por dois pisos, são compostas por recepção, nove salas de aula, casas-de-banho, uma sala polivalente, um refeitório e um parque de jogos. A obra teve início em Julho de 2007 e o edifício está particamente concluído, faltando ainda os arranjos exteriores. Em meados de Julho é realizada a transferência de todo o mobiliário. O colégio conta com sete professores mas ao todo vai gerar cerca de 20 postos de trabalho. Professor de formação, Rui Tereso confessa que tem no Colégio dos Navegantes um dos mais importantes projectos da sua vida. A ideia surgiu em 2002, numa altura em que se viu desempregado e pensou a solução para o seu problema passaria por abrir um colégio ou um ATL. Nessa altura suge a oportunidade de ir trabalhar para a Roménia e Alemanha como professor. Mas nunca abandonou a ideia e, incentivado por amigos, acabou por investir na compra dos terrenos e conceber o projecto educativo, com base nos pressupostos legais. Em relação ao nome, o empresário escolheu-o a pensar no termo “navegar na internet” associado também à história dos navegadores portugueses. O Colégio dos Navegantes pretende ser “o braço direito dos pais” que, no que diz respeito à educação são os primeiros responsáveis pelos seus filhos. “Nós aqui somos a ajuda aos pais porque eles têm que trabalhar e zelar pelo sustento dos filhos”, diz. O preço da mensalidade ronda os 250 euros mas tudo depende da modalidade, a nível de refeições e transporte, escolhida pelos encarregados de educação.

Mais Notícias

    A carregar...