uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

NERSANT organiza fim-de-semana radical

Challenger ajuda ao espírito de equipa
Edição de 19.06.2008 | Economia
O XIII Challenger NERSANT contou este ano com a participação de 27 equipas e cerca de duas centenas e meia de concorrentes. A prova realizou-se no fim-de-semana de 13 a 15 de Junho e decorreu nos concelhos de Constância, Vila Nova da Barquinha e Chamusca. Após o primeiro encontro na manhã de sexta-feira no Centro Náutico de Constância para o briefing das provas, onde os participantes aproveitaram para estabelecer o primeiro contacto, as equipas dirigiram-se para a base militar de Tancos.O desafio começou com provas radicais de obstáculos, slide, rappel e avioneta. A expectativa dos participantes era grande mas a vontade de experimentar emoções fora do habitual era ainda maior. Uns revelavam estar mais descontraídos mas a maioria não conseguia esconder o nervosismo, sobretudo quem experimentou saltar da torre da base militar na prova do slide. Para a maioria dos participantes com quem falamos o Challenger era um termo e um desafio bem entendido: “superar os obstáculos individuais de cada um e fortalecer o espírito de equipa trabalhando em conjunto, até ao limite das nossas forças, para conseguir alcançar um melhor resultado”. À tarde, os participantes demonstraram os seus conhecimentos gerais sobre as localidades de Constância, Vila Nova da Barquinha e Chamusca através do rally paper. Os concorrentes foram desafiados a responder a dezenas de questões, algumas de cultura geral, outras relacionadas com a cultura local, nomeadamente aquela em que era perguntado quem era o rei da travessa do prior na Chamusca ou a data de construção da igreja de Santo António, na Barquinha, ente cerca de três dezenas de perguntas. A primeira noite do Challenger serviu para as equipas mostrarem os dotes na prova de orientação nocturna percorrendo, a pé, a vila da Chamusca à procura dos pontos assinalados no mapa previamente distribuído a todas as equipas. A noite terminou em grande festa com a prova do karaoke realizada no Café do Centro Náutico de Constância. A manhã de sábado começou junto ao Castelo de Almourol com a prova de BTT e canoagem. Cerca de hora e quinze minutos no Tejo num percurso que levou os concorrentes do cais de Almourol até ao cais do centro náutico da Barquinha. Paint-ball, BTT, Slide, Tiro ao Alvo, Carcross e arborismo foram as provas radicais da tarde de sábado. O arborismo foi considerada, a prova mais exigente mas, ao mesmo tempo, uma das preferidas de todas as equipas. À noite foi a vez da canoagem com a descida do rio Zêzere num percurso que demorou cerca de uma hora com o leito do rio favorecido pela largada de alguma água da barragem do Castelo de Bode. O XIII Challenger NERSANT terminou no domingo com a prova da pega da vaca, seguido do granel onde todas as equipas se juntaram no meio da praça de touros. Este ano a organização esteve à altura, numa missão que terá sido também facilitada pela participação menos competitiva das equipas. Há muitos anos que o Challenger não tinha o espírito de equipa e camaradagem que se notou nesta edição.Ver video em http://www.omirante.pt/omirantetv/noticia.asp?idgrupo=2&IdEdicao=51&idSeccao=514&id=22557&Action=noticia

Mais Notícias

    A carregar...