uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Oposição abandona assembleia municipal

Edição de 18.09.2008 | Política
A última assembleia municipal da Azambuja ficou marcada pelo abandono da sala por parte dos eleitos das bancadas da CDU e do PSD aquando da votação dos dois últimos pontos da ordem de trabalhos. Em causa estava a declaração de interesse público para garantir a instalação de dois aterros de resíduos não perigosos no concelho.Na noite de quarta-feira CDU e o PSD, depois de aprovado o aumento do capital da EMIA, manifestaram a vontade de abandonar a sala caso os últimos pontos não fossem retirados ou adiados para discussão e apreciação futura.“Não se podem misturar as coisas. Esta é uma assembleia para discutir assuntos relacionados com o funcionamento e operação da EMIA (Empresa Municipal de Infra-estruturas da Azambuja), pelo que não faz sentido trazer outros assuntos a discussão. Partilhamos da vontade da CDU e abandonaremos a sala se não forem retirados os pontos relacionados com os aterros”, informou a deputada Conceição Maurício (PSD). A reclamação não foi ouvida e, tal como prometido, os deputados abandonaram o auditório municipal do Páteo Valverde, em Azambuja.A primeira proposta, referente à declaração de interesse público para a instalação de um aterro de resíduos não perigosos e inertes na pedreira de argila da Quinta da Mina, freguesia de Vila Nova da Rainha, passou com os votos da maioria PS. A segunda proposta, para garantir a declaração de interesse público para criação de aterro de resíduos na pedreira de areias na Quinta da Queijeira, freguesia de Azambuja, foi aprovada igualmente pelo grupo socialista, o único presente na sala.

Mais Notícias

    A carregar...