uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Câmara de Vila Franca de Xira quer turismo nos mouchões

Câmara de Vila Franca de Xira quer turismo nos mouchões

Maria da Luz Rosinha defende aproveitamento turístico em Alhandra, Lombo do Tejo e Póvoa

Planos de ordenamento permitem criar estruturas de turismo nos mouchões. Presidente defende que mouchões podem constituir-se como fonte de rendimento económico.

Edição de 13.11.2008 | Sociedade
Os mouchões (ilhas) do Tejo do concelho de Vila Franca de Xira vão receber projectos na área do turismo, anunciou terça-feira a presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha. A autarca revelou no Sobralinho, durante a última sessão da discussão pública do Plano Director Municipal (PDM), que segundo os planos de ordenamento elaborados pelo Governo para aquela zona os mouchões “podem vir a acolher projectos na área do turismo”. “Os mouchões podem constituir-se como fonte de rendimento económico”, sublinhou a autarca. Os planos que ordenam a bacia hidrográfica, a gestão da zona de protecção especial e a reserva natural do estuário do Tejo permitem “aquilo que até há algum tempo atrás não era possível, já que os mouchões estavam completamente ao abandono”, acrescentou Maria da Luz Rosinha. A presidente do executivo municipal adiantou ainda estarem previstos para o Sobralinho, no Plano Director Municipal, “mecanismos para reabilitar a zona ribeirinha e permitir que as pessoas possam dela usufruir”. Para a autarca, o Plano Regional de Ordenamento do território para a Área Metropolitana de Lisboa (PROT-AML) “se trouxe muitas condicionantes, também não provocou apenas desgraças”. O aproveitamento dos mouchões para a actividade turística foi defendido pela primeira vez em Fevereiro pelo Instituto de conservação da natureza e Biodiversidade (ICNB). Maria João Burnay, presidente do instituto tutelado pelo ministério do ambiente, garantiu que “os receios relativos aos ‘resorts’ são infundados. Numa reserva natural temos de compatibilizar as actividades humanas como a pesca, agricultura e o ecoturismo”. As actividades previstas pelo ICNB para a zona incluem estruturas de observação de aves, áreas de restauração e áreas técnicas de apoio e para a exploração agrícola e passeios turísticos.Sobralinho vai ter ligação a Alhandra em túnelO Sobralinho vai ter uma ligação em túnel à freguesia de Alhandra, anunciou o vice-presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Alberto Mesquita. O autarca referiu durante a discussão pública do Plano Director Municipal que a estrada, a poente da A1, que vai ligar a freguesia a Alhandra, “terá de incluir um túnel em parte do traçado, devido às inclinações”. A construção do nó do Sobralinho, previsto no Plano Director Municipal (PDM) está a ser estudada pela Brisa, para avançar “o mais depressa possível”, adiantou o autarca. A via será “uma estrutura importantíssima”, referiu Alberto Mesquita. O prolongamento da circular urbana de Alverca até bairro do Torrão continua por definir. “Estamos a desenvolver estudos para perceber qual o traçado definitivo – a nascente ou poente”, disse o vice-presidente do executivo vilafranquense.
Câmara de Vila Franca de Xira quer turismo nos mouchões

Mais Notícias

    A carregar...