uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Promotores de complexo médico-social querem construir ascensor em Abrantes

Edição de 19.11.2008 | Economia
A construção de um teleférico de ligação entre o centro da cidade de Abrantes e a zona comercial do complexo médico/social Ofélia Club está incluída no projecto do futuro empreendimento. Segundo disse a vereadora Céu Albuquerque (PS), “este ascensor, para além de ser de utilização pública, vai transformar radicalmente a imagem de Abrantes, uma vez que vai permitir ligar a zona baixa à zona alta da cidade, facilitando em muito os processos de circulação”.O investimento da Portanice, Investimentos Imobiliários, empresa do Grupo Existence, ascende aos 60 milhões de euros e englobará infra-estruturas de desporto e lazer, piscinas cobertas, pavilhão multiusos, parque infantil, creche, restaurantes, lojas, espaços verdes e cerca de 1.400 lugares de estacionamento.A operação de loteamento do complexo médico/social Ofélia Club foi autorizada pela câmara, após ter sido sujeito a um período de consulta pública, prevendo os responsáveis camarários que até final de 2008 tenham início as obras de infra-estruturação da Encosta Norte da cidade, onde vai nascer a nova unidade de saúde e bem-estar.A vereadora responsável pelo pelouro do investimento e desenvolvimento, Céu Albuquerque, disse que este projecto será composto por doze edifícios com 780 quartos e 1.560 camas, permitindo a criação de 500 postos de trabalho directos, entre serviços gerais e quadros especializados na área médica.A área de intervenção do Ofelia Club ronda os 12 hectares e a área de construção pouco mais de 106 mil metros quadrados, estando 70 por cento do espaço alocado para habitação (edifícios T0, T1 e T2) e serviços médicos, 15 por cento a serviços associados à área da medicina e três por cento destinado a zonas de comércio.Com um prazo de execução de dezoito meses, o projecto tem como público-alvo o mercado escandinavo, e será composto por um edifício central e mais onze edifícios-satélite, que prestarão serviços na área dos cuidados continuados. "É um projecto direccionado sobretudo para reformados do Norte da Europa, que procuram um bom clima para usufruírem da sua reforma, mas também para acamados e para quem necessite de cuidados continuados e disponibilizando também valências para o público nacional", disse a responsável.Segundo a autarca, estes edifícios serão, cada um deles, destinados a serviços especializados nas vertentes de residência assistida, acamados, cuidados continuados de saúde, geriatria, psiquiatria, Alzheimer, Parkinson e reeducação funcional. “Este é um projecto "estruturante", que "reforça o posicionamento global" de Abrantes e que vai originar um "forte impacto" nos serviços e no comércio local e regional."O público-alvo para o qual este projecto é vocacionado tem grande poder de compra e vai ser muito importante em termos de animação económica, turística e de fixação de quadros especializados" na área da saúde”, concluiu a autarca.

Mais Notícias

    A carregar...