uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Educação é prioridade no orçamento de Vila Franca de Xira para 2009

Autarquia vai aplicar um orçamento de 100 milhões de euros

A educação é uma prioridade no orçamento da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. Para 2009 a autarquia vai ter um bolo de 100 milhões de euros.

Edição de 11.12.2008 | Sociedade
O município de Vila Franca de Xira vai ter um orçamento de 100 milhões de euros para investir em 2009. As contas são da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, que aprovou para o próximo ano um orçamento de 82,6 milhões de euros, a que se irá juntar, a partir de Março, um saldo disponível não investido acima de 21 milhões. A maior fatia das receitas deverá provir dos impostos directos, como o Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) e a derrama, somando cerca de 29 milhões de euros, de acordo com o documento aprovado na câmara, a que O MIRANTE teve acesso. Do lado da despesa, os custos com pessoal, e a aquisição de bens e serviços vão absorver 19 milhões de euros cada uma.Para a presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha, o orçamento aponta como prioridades as área da saúde, educação, segurança e acessibilidades, “não deixando de lado a aposta na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos”. De acordo com o documento a que O MIRANTE teve acesso, a educação é uma das áreas que vai cativar a maior parte do investimento do município, com mais de quatro milhões de euros. No caso das creches e escolas, o município vai investir ainda mais 7,7 milhões de euros na construção de edifícios. A acção social é outra das áreas com maior investimento, com cerca de um milhão de euros de investimento. No turismo, a autarquia vai investir em 2009 cerca de 640 mil euros um milhão, ficando a saúde 52 mil. A aprovação da candidatura ao programa Polis XXI permitiu inscrever no orçamento obras de reabilitação urbanística, concentrada nas freguesias de Alverca e Póvoa de Santa Iria. A regularização dos rios Crós-Cós e Grande da Pipa são “bandeiras” do executivo para o próximo ano, tal como a reabilitação dos bairros municipais. As actividades para 2009 são, em muitas áreas, inferiores ao investimento total, porque parte do investimento foi programado através de um plano plurianual. O orçamento municipal, aprovado apenas com os votos dos socialistas, não escapou às críticas da oposição, que o considera “configurado para um ano eleitoral”. Carlos Coutinho, vereador da CDU, considerou que o orçamento soma “acções desarticuladas” e criticou a “ausência de uma perspectiva estratégica de desenvolvimento”. As contas do orçamento, acrescentou, “levam a cada freguesia alguns rebuçados embalados pelo marketing eleitoral”. O ambiente, o envelhecimento das zonas urbanas e a as acessibilidades e transportes públicos “não merecem a vida atenção”, apontou o autarca. Para a Coligação “Mudar Vila Franca”, faltam iniciativas como a entrega gratuita de livros escolares no primeiro ciclo de ensino ou a aplicação do modelo participativo de orçamento, em que as colectividades e instituições apontam soluções para a melhor distribuição das verbas. A ausência de “pólos de especialização” a nível económico e de reorganização dos espaços urbanos são algumas das principais falhas apontadas pelo social-democrata. O documento, aprovado unicamente pelo executivo PS, mereceu os votos contra da Coligação “Mudar Vila Franca” e da CDU. Em 2007, a autarquia aprovou um orçamento de 81 milhões de euros. Câmara gasta mais em publicidade que em formaçãoO orçamento municipal de Vila Franca de Xira para 2009 prevê um investimento em publicidade de cerca de 210 mil euros, a que se juntam trabalhos especializados relacionados com publicidade no valor de 176 mil euros, denunciou o vereador Carlos Coutinho da CDU: “A publicidade é dez vezes mais importante que a formação”, acusou o comunista. Nas contas da autarquia, as formações interna e externa, para os quadros, não chegam a 21 mil euros de despesa. Os gastos com prémios, condecorações e ofertas chegam aos 135 mil euros, mais do dobro do investimento para eliminar barreiras arquitectónicas no concelho. Na cultura, eventos como o desfile de moda Passerelle de Oiro, vão consumir em orçamento cerca de 24 mil euros, dez vezes mais que o capital a ser investido na recuperação do Teatro Salvador Marques, em Alhandra. Investimento aumenta em Vialonga e SobralinhoAs transferências do orçamento municipal para as juntas de freguesia vão beneficiar em 2009 as freguesias de Vialonga e Sobralinho. A freguesia a sul do concelho é a que vê aumentar mais o investimento previsto, que sobe cerca de 4,7 por cento, para 560 mil euros, seguida dos quatro por cento a mais do Sobralinho, que perfazem cerca de 250 mil. No topo do investimento continua no entanto, Alverca do Ribatejo. A maior freguesia do concelho em população perde cinco por cento em relação a 2008, mas ainda assim vai receber cerca de 800 mil euros. Póvoa de Santa Iria, com 682 mil e Vila Franca de Xira, com 615 mil encerram o trio dos mais ricos, sendo a sede de concelho beneficiada este ano em relação à mais recente cidade do concelho.

Mais Notícias

    A carregar...