uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Assembleia Municipal de Azambuja aprova orçamento para 2009

Assembleia Municipal de Azambuja aprova orçamento para 2009

Oposição votou contra e lamentou a “falta de atenção em matérias sociais”

O orçamento do município de Azambuja foi aprovado em assembleia municipal com os votos contra da oposição que critica a estratégia do município.

Edição de 02.01.2009 | Sociedade
A Assembleia Municipal de Azambuja aprovou, segunda-feira, 29 de Dezembro, com os votos contra da oposição o orçamento para 2009. Na sessão realizada no auditório municipal do Páteo do Valverde os deputados votaram ainda favoravelmente o Plano de Actividades Municipais (PAM) e o Plano Plurianual de Investimentos (PPI). O orçamento e o PPI foram aprovados com 17 votos a favor do PS e 5 contra da CDU e PSD. Relativamente ao PAM o documento foi aprovado com 17 votos favoráveis da bancada socialista, apesar dos três votos contra da CDU e PSD e de uma abstenção dos sociais-democratas. “O menino Jesus não meteu nenhum sapatinho na câmara da Azambuja. Muitos dos projectos previstos neste orçamento vão acabar adiados porque não haverá disponibilidade financeira”, justificou Luís Leandro da Silva, do PSD. O deputado acusou o executivo de “mais uma vez não ter encontrado engenho para colocar no orçamento mais apoios sociais”. Os comunistas mostraram-se em sintonia com o PSD, lamentando a “falta de atenção em matérias sociais” do novo documento. “Temos pena que mais uma vez o senhor presidente não tenha posto à disposição da CDU algumas propostas, porque nós também temos ideias úteis para o concelho”, afirmou João Couchinho. O presidente da autarquia, Joaquim Ramos, voltou a defender que o orçamento para 2009 tem indicadores “positivos” que permitem ao município “encarar o futuro com tranquilidade”, sobretudo as receitas correntes que ultrapassam em 10 por cento as despesas correntes. “Além disso vamos transitar para 2009 com a maioria das dívidas a fornecedores saldadas. Só restam as dívidas às Águas do Oeste e à Resioeste”, informou. Recorde-se que, para o próximo ano, as receitas e as despesas do município devem originar um total de 24 milhões e 933 mil euros. A receita corrente de Azambuja cresce ligeiramente (cerca de 0,18%) para valores na casa dos 19 milhões de euros, estando previsto uma receita de capital de quase 6 milhões de euros. Quanto a despesas, Azambuja andará nos 17 milhões de euros de despesa corrente e 7 milhões de despesa de capital. O plano de actividades municipais representará 32,5% do orçamento, enquanto que o Plano Plurianual de Investimentos ocupará uma fatia de 26,2% (cerca de 6,5 milhões de euros). O município de Azambuja tem assegurados 13 milhões de euros de fundos comunitários (QREN) para obras a realizar ao longo do próximo ano. As prioridades da autarquia para o próximo ano são o ambiente e saneamento (43,7%), urbanismo e habitação (32,2%), acessibilidades de trânsito e infra-estruturas viárias (15,3%) e ainda a cultura e turismo (10%).
Assembleia Municipal de Azambuja aprova orçamento para 2009

Comentários

Mais Notícias

    A carregar...