uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Barracas demolidas e entulhos por limpar irritam moradores do Porto Alto

Barracas demolidas e entulhos por limpar irritam moradores do Porto Alto

Câmara Municipal de Benavente não salvaguardou a limpeza do espaço

Os moradores da rua Adriano Correia de Oliveira, no Porto Alto, concelho de Benavente, estão indignados com a demora da autarquia em remover o entulho resultante da demolição de uma barraca e algumas cabanas. As demolições ocorreram há mais de um mês mas os moradores temem que os restos das estruturas fiquem esquecidos no local.

Edição de 25.06.2009 | Sociedade
Quem reside na rua Adriano Correia de Oliveira, no Porto Alto, concelho de Benavente, queixa-se de ter um “caixote do lixo” à porta de casa. Os moradores da rua exigem que a autarquia efectue de imediato a limpeza do entulho resultante da demolição de uma barraca e algumas cabanas que ali existiam. A autarquia realojou uma família que vivia numa barraca sem quaisquer condições de salubridade e demoliu-a dias depois. Na intervenção foram também destruídas várias cabanas abandonadas que ali se encontravam. Contudo, o entulho resultante das demolições ainda não foi retirado. Os moradores temem que o assunto seja esquecido e que o entulho não venha a ser limpo. “Estamos mesmo a ver que a autarquia se prepara para deixar isto aqui ao abandono para sempre, se as pessoas não disserem nada. Temos de nos queixar para que as coisas sejam resolvidas. Num país a sério este entulho já tinha ido todo embora quando a demolição foi feita”, defende um morador. Para Mateus Rosa, outro residente no local, trata-se de uma situação de risco para a saúde pública. “Todo aquele entulho só gera doenças. O local está cheio de pulgas e carraças. Já nem falo dos ratos enormes que ali se escondem”, lamenta a O MIRANTE. Quem tem animais de estimação transmite uma preocupação ainda maior. “O meu cão agora só vai à rua com a trela para não andar por ali à solta e trazer alguma carraça”, avisa o proprietário de uma casa ali perto. Mas o entulho esquecido pela Câmara Municipal de Benavente não é a única queixa de quem reside na Adriano Correia de Oliveira. Os buracos na estrada, a falta de iluminação nocturna na rua, a falta de sinalização e limpeza das matas próximas das habitações são outros dos receios partilhados por quem ali vive e trabalha.“Tenho aqui as bilhas do gás na parede, junto ao matagal. Se um dia algum inconsciente atira uma beata de cigarro aqui para trás isto vai tudo pelos ares. São ervas secas que pegam fogo facilmente e isso significa que o que aqui está é uma autêntica bomba”, avisa Jorge Caldeira, comerciante. A Câmara Municipal de Benavente diz que o terreno em causa é privado e foi alvo de uma permuta de terrenos entre a câmara e o proprietário. “Ficou decidido que a câmara teria a responsabilidade de realojar uma família que morava nessa barraca e limpar o terreno”, esclarece a autarquia, adiantando que “o trabalho de demolição não estava previsto de forma imediata mas, perante os perigos descritos pelos moradores, a câmara actuou de imediato”. A autarquia de Benavente não esclarece quando irá proceder à remoção do entulho e limita-se a dizer que os serviços de ambiente foram ao local com uma empresa de desinfestação.
Barracas demolidas e entulhos por limpar irritam moradores do Porto Alto

Mais Notícias

    A carregar...