uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Constituição das listas do PS às legislativas gera turbulência no partido

Constituição das listas do PS às legislativas gera turbulência no partido

Candidato exclui-se da lista e Nelson Baltazar demite-se do secretariado da distrital de Santarém

José Sócrates impôs a integração no terceiro lugar da lista de João Galamba, um estranho na região, o que motivou alterações na equipa e caiu muito mal entre alguns militantes, que contestam ainda os critérios usados para a escolha dos candidatos.

Edição de 29.07.2009 | Política
A forma como foi definida a lista de candidatos socialistas à Assembleia da República pelo círculo de Santarém está a causar turbulência na distrital do PS. Um dos rostos mais conhecidos do partido na região, o ex-deputado e ex-governador civil Nelson Baltazar, vai pedir a demissão de membro do secretariado distrital e o militante socialista do Cartaxo, José Arruda, pediu a sua retirada da lista de candidatos na terça-feira à noite, o que já foi aceite. Nelson Baltazar, que foi também presidente da Federação Distrital do PS em 2002 e 2003, deu conhecimento a vários militantes de uma carta que enviou ao actual presidente da federação, Paulo Fonseca, onde manifesta o seu descontentamento pelo que se está a passar no partido a nível distrital. Refere que se sente desgostoso com algumas tácticas que têm vindo a ser assumidas. Salienta que se passaram horas a discutir critérios para a escolha de candidatos para depois não haver critérios nenhuns, realçando que afinal “o que se definiu foram formas de evitar que alguns camaradas se pudessem candidatar a um lugar na lista”. Paulo Fonseca disse a O MIRANTE que já foi informado da intenção de Nelson Baltazar em sair do secretariado distrital do PS, mas garantiu que ainda não recebeu a carta. Quanto a José Arruda não há dúvidas. Na reunião da distrital de terça-feira à noite, o militante pediu a sua retirada das listas de candidatos à Assembleia da República. O militante não concorda com o facto de a lista inicial ter sido alterada por duas vezes ao arrepio do que tinha sido decidido pelos membros da comissão política distrital. Situação que relegou José Arruda do décimo lugar efectivo da lista, para o qual tinha concorrido e sido aprovado pelos seus pares, para uma posição de suplente. José Arruda responsabilizou Paulo Fonseca, que também é candidato à presidência da Câmara de Ourém, pela situação. E realça que este foi o único líder distrital que não esteve na reunião da comissão nacional do partido para defender a lista aprovada pelo seu distrito. “Estivemos duas noites em reunião, uma para definir os critérios de escolha dos candidatos e outra para os escolher, para nada”, desabafa. Depois de escolhidos os nomes pela comissão política distrital, na madrugada de terça-feira, 21 de Julho, a lista sofreu duas alterações. Os dois primeiros lugares estavam em aberto para serem escolhidos pelo secretário-geral do partido, José Sócrates, e tudo indicava que fossem para o actual secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Jorge Lacão, e para Idália Moniz, cabeça de lista à Assembleia Municipal de Santarém e secretária de Estado da Reabilitação. Mas Sócrates decidiu indicar o professor universitário João Galamba, com pouca ligação à região, para ocupar a segunda posição em vez de Idália Moniz. Idália esteve para integrar a lista pela Guarda, o que a deixava numa posição delicada para continuar a assumir o compromisso de ser cabeça de lista à Assembleia Municipal de Santarém. Para contornar a situação, a distrital voltou a incluir a secretária de Estado no segundo lugar, sem qualquer votação, passando Galamba para terceiro. António Gameiro, que tinha sido escolhido para ocupar o terceiro lugar, desceu uma posição, tal como os restantes nomes da lista. Paulo Fonseca comunicou aos militantes as alterações, mas alguns não ficaram satisfeitos e até sugeriram que a direcção da distrital se demitisse. José Arruda, um dos prejudicados, considera que quem se apresentou a votação não pode ser visto como “verbo de encher”. A nova lista, se não existirem mais alterações, é composta por ordem decrescente por: Jorge Lacão, Idália Moniz, João Galamba, António Gameiro, Anabela Freitas, João Sequeira, Fernando Pratas, Ascensão Duarte, Bruno Gomes e Maria da Luz Lopes. Não foi indicado um nome para substituir José Arruda no primeiro lugar de suplente, pelo que os restantes suplentes sobem uma posição. Nas últimas legislativas o PS elegeu seis deputados pelo distrito de Santarém.
Constituição das listas do PS às legislativas gera turbulência no partido

Mais Notícias

    A carregar...