uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Vila Franca vai receber dividendos da ValorSul

Edição de 05.08.2009 | Sociedade
O município de Vila Franca de Xira vai receber cerca de 1, 15 milhões de euros de resultados transitados da empresa ValorSul, de que é accionista. A distribuição de lucros decidida em conselho de administração foi aprovada em reunião pública de câmara na última semana. A distribuição de lucros vai acontecer ao abrigo de um protocolo realizado com a empresa de valorização de resíduos sólidos urbanos (RSU) e pretende prevenir que em caso da abertura a novos municípios, os actuais accionistas não venham a ser prejudicados. Em causa estão as posições de Amadora, Lisboa, Loures e Vila Franca de Xira.A decisão ocorre num período em que se encontra em fase de conclusão o processo de integração dos sistemas multimunicipais de RSU da Região de Lisboa. A consequência será a fusão das empresas concessionárias ValorSul e Resioeste, com a utilização da incineradora de Santa Iria de Azóia, propriedade da empresa, para a queima dos lixos provenientes do concelho do Oeste. O processo de expansão tem a oposição dos vereadores da CDU, que votaram contra a proposta. PS e Coligação “Mudar Vila Franca” votaram-na favoravelmente.A ValorSul tem resultados transitados acumulados, os quais resultaram do facto de, ao longo dos anos, as tarifas suportadas pelos municípios accionistas da ValorSul terem sido superiores às que, numa perspectiva de fusão, se constatava serem as efectivamente necessárias. Em parceria, a empresa que serve Amadora, Lisboa, Loures e Vila Franca de Xira estabeleceu uma parceria com a EGF e a Resioeste, que sustenta uma nova concessão abrangendo os municípios do Oeste e norte de Lisboa. No total as devoluções perfazem nove milhões de euros, cabendo a Vila Franca de Xira um quarto do total. O município da Amadora, detentor de 25 por cento do capital da ValorSul, irá receber a mesma quantia que Vila Franca de Xira. Loures, proprietário de 35 por cento, irá arrecadar mais de quatro milhões. Ao município de Lisboa, detentor de 15 por cento da empresa caberá a verba de 2,68 milhões de euros.

Mais Notícias

    A carregar...