uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Escola Internacional de Línguas distinguiu 42 alunos com diplomas de mérito

Escola Internacional de Línguas distinguiu 42 alunos com diplomas de mérito

Edição de 23.09.2009 | Economia
A Escola Internacional de Línguas (EIL) premiou sexta-feira, com diplomas de mérito, 42 alunos que se destacaram no ano lectivo 2008-2009 pelas notas obtidas nos diferentes graus de ensino da instituição, maioritariamente na língua inglesa mas também em espanhol. O Teatro Sá da Bandeira, em Santarém, encheu-se de alunos, amigos e familiares para assistirem à cerimónia. Um a um foram chamados em inglês para subirem ao palco e pousarem para a fotografia.Afonso Carvalho, de Santarém, recebeu o diploma do FA, correspondente ao oitavo nível de ensino na EIL. Mas o inglês já é paixão antiga. “Já falava inglês antes de ir para a escola por ter primos nos Estados Unidos e no Canadá. Penso que é uma língua importante para a vida futura, se quiser viajar por Inglaterra”, conta a O MIRANTE. Por frequentar a EIL é dispensado de fazer os trabalhos de casa das aulas de inglês na Escola Dr. Ginestal Machado. Nas ruas de Santarém já falou com turistas estrangeiros. “It’s right over there, just turn to the right”, explicou a quem quis saber onde é o largo do Seminário, num sotaque perfeito, que reproduziu para O MIRANTE. A mãe, Ana Cristina Carvalho, satisfeita e orgulhosa, confessa que recorre ao filho nas dúvidas ocasionais sobre a língua. José Simões, de 16 anos, frequenta a EIL desde os seis. Foi distinguido com o diploma por conclusão do nível FC. Vai mais ou menos a meio da caminhada até à perfeição. O pai sempre quis que aprendesse inglês, pela importância que a língua tem no mundo. “Mas também sempre gostei de literatura inglesa”, confessa José Simões. A mãe, Fátima Simões, diz que o mérito é todo do filho, que está quase tão à vontade no inglês como no português.Francisco Banha, empresário, director da Associação Mundial Business Angels e professor universitário, considerado o pai do empreendedorismo, foi o orador convidado e deixou elogios às opções tomadas por pais, filhos e à qualidade da EIL. “As taxas de aprovação da EIL são superiores às da escola de Cambridge, e está por isso de parabéns. Saber inglês ou espanhol é estar preparado para o mercado global. O futuro constrói-se hoje, a cada dia é necessário perceber o que é o futuro e cada um ir construindo a sua formação. Não apenas quando o desemprego nos bate à porta. O nosso conhecimento assume particular importância quando se trata de vingar no mercado de trabalho”, exemplificou Francisco Banha.A directora da EIL, Eduarda Reis deu os parabéns aos pais dos alunos distinguidos por proporcionarem aos seus filhos condições para serem mais capazes na sua função como alunos ou num futuro profissional. A par do apetrechamento com equipamentos adequados como quadros interactivos, computadores, tecnologia wireless, além da introdução do b-learning e dos intercâmbios entre alunos de escolas inglesas e americanas, a EIL permite que os alunos possam evoluir e dominar a língua inglesa, sem descurar a formação contínua de professores de língua nativa. “Procuramos não ficar confinados ao mercado de Santarém e do Ribatejo, estando em curso um processo de internacionalização, mas também a criação de uma EIL”, revelou a empresária. O projecto está no segredo dos deuses.
Escola Internacional de Línguas distinguiu 42 alunos com diplomas de mérito

Mais Notícias

    A carregar...