uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Plano de pormenor da Valleypark com parecer favorável

Edição de 23.09.2009 | Economia
A terceira versão do Plano de Pormenor da Valleypark – Parque de Negócios do Cartaxo foi aprovada na Conferência de Serviços, realizada na CCDRLVT – Delegação de Santarém, no passado dia 14 de Agosto.A conferência de serviços é uma fase, introduzida no âmbito da simplificação operada nos instrumentos de gestão territorial pelo DL nº 316/2007 de 19 de Setembro, que visa substituir os pareceres que devem ser emitidos pelas entidades representativas dos interesses a ponderar na elaboração dos planos, contribuindo desta forma para a responsabilização das entidades e celeridade dos procedimentos, o que não acontecia anteriormente.O Plano de Pormenor da Valleypark – Parque de Negócios do Cartaxo tem uma área de intervenção de 30,91ha (na 1ª fase), prevendo a criação de 117 lotes, destinados a instalação de empresas dos sectores da indústria, logística, comércio e serviços. A proposta de Plano Pormenor apreciada na conferência de serviços, obteve parecer favorável da Autoridade Florestal Nacional, EDP, INIR - Instituto de Infraestruturas Rodoviárias e parecer favorável condicionado da CCDRLVT e IGESPAR. Neste momento, estão já tecnicamente removidas as questões de instrução do Plano e de ruído que condicionaram os pareceres. A partir desta fase, e como o Plano não teve pareceres desfavoráveis, toda a coordenação do processo passa a ser do Município do Cartaxo, que tem plena autonomia e responsabilidade na condução do processo.O Parque de Negócios tem também previsto um “Centro de Vila”, com áreas para serviços de apoio às empresas, como salas de reuniões, auditório, escritórios, restauração, serviços públicos, bancos, correios, quiosques, entre outros.Integrado no Parque de Negócios do Cartaxo está prevista a criação de um Parque de Ciência e Tecnologia e Incubadora. É uma área destinada a serviços avançados às empresas, inovação e desenvolvimento, que pretende ser o motor de modernização do tecido empresarial e industrial da região, bem como um centro de incubação de base tecnológica, para apoiar projectos empresariais embrionários. Foi já adjudicado à empresa SPI- Sociedade Portuguesa de Inovação, uma das principais empresas de consultoria na área de I&D, a elaboração da candidatura ao QREN, no âmbito do “Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica”. A aprovação desta candidatura vai permitir a infra-estruturação de uma área de 20.040m2 e criação de uma incubadora de empresas.A SPI tem como principais accionistas o Banco Português de Investimento, SA e o Grupo Violas SGPS, SA, de entre outras.

Mais Notícias

    A carregar...