uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Projecto de fábrica de painéis solares de Abrantes recebe estatuto PIN

Edição de 23.09.2009 | Economia
O complexo industrial para produção de painéis fotovoltaicos a instalar na freguesia de Concavada, concelho de Abrantes, recebeu o estatuto de (PIN) Projecto de Potencial Interesse Nacional pela comissão de avaliação e acompanhamento que analisa os projectos. A decisão foi tomada em reunião realizada a 14 de Setembro e o anúncio foi feito pela Câmara Municipal de Abrantes em nota de imprensa.O Projecto Integrado de Energia Solar é liderado pela RPP Solar, do empresário Alexandre Alves, e vai ser implementado junto à Central Termoeléctrica do Pego. Segundo fonte da autarquia, a empresa já entregou o pedido de licenciamento referente à primeira fase do empreendimento de painéis fotovoltaicos, destinados à produção de energia solar. No total prevê-se um investimento de cerca de 850 milhões de euros e a criação de 1,800 postos de trabalho, muitos deles, quadros superiores ligados à investigação e engenharia.O empreendimento “visa agregar toda a cadeia de produção de energia solar, com a instalação de sete unidades industriais, cinco a sete torres eólicas, painéis solares e turbinas de co-geração”, explicava em Julho o presidente da Câmara de Abrantes, Nelson de Carvalho (PS). A unidade será instalada numa área de 82 hectares, com uma área real de implantação de 16 hectares. Os terrenos foram cedidos a preço simbólico pela autarquia, com isenção de pagamento de taxas urbanísticas e outros apoios ao investimento.“O Sistema de Reconhecimento e Acompanhamento de Projectos de Potencial Interesse Nacional (PIN) pretende favorecer a concretização de projectos de investimento, assegurando um acompanhamento de proximidade, promovendo a superação dos bloqueios administrativos e garantindo uma resposta célere, nomeadamente em matéria de licenciamento e acesso a incentivos financeiros e fiscais”, lê-se na página online da AICEP - Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal.

Mais Notícias

    A carregar...