uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Já não há derbys como antigamente

Já não há derbys como antigamente

Samora Correia foi vencer 2-1 ao Porto Alto em jogo a contar para a Taça do Ribatejo

AREPA-Associação Recreativa do Porto Alto e Grupo Desportivo de Samora Correia disputaram domingo, um jogo morno a contar para a Taça do Ribatejo. Nem parecia que se estava perante um derby entre duas equipas da mesma freguesia.

Edição de 21.10.2009 | Desporto
“Já não há derbys como antigamente”, dizia com um ar desolado, no final do jogo, um dos poucos espectadores que se deslocou ao campo da AREPA para assistir ao derby disputado pelas equipas do Porto Alto e Samora Correia.E tinha razão para estar desolado, o jogo foi mal jogado, e não teve ponta de emoção. O Samora Correia venceu porque foi mais feliz e marcou dois golos em jogadas em que a defesa da AREPA estava a “dormir”.Nas duas equipas há vários jogadores que anualmente vão trocando entre os dois clubes, por isso eram motivo de brincadeira por parte da assistência, sem nunca ouvirem frases ofensivas. Dentro do campo os jogadores embora jogando mais com o aspecto físico também demonstraram um grande respeito uns pelos outros.Assim o Samora Correia com mais futebol foi controlando o jogo e à passagem dos 73 minutos chegou ao golo. Jogada rápida de contra ataque, a defesa da AREPA ficou a “dormir” e Pimenta cruzou para a área onde apareceu João Vítor a marcar de cabeça.Pouco depois novamente no contra ataque o Samora chegou ao segundo golo. Levchenko apareceu bem no coração da área, livre de marcação a encostar para o segundo golo da sua equipa.A equipa da AREPA reagiu forte mas o melhor que conseguiu foi marcar o golo de honra. Iam decorridos 85 minutos na marcação de um canto Hugo Paulo, ao segundo poste, aproveitou para de cabeça fazer um chapéu ao guarda-redes do Samora. Estabelecendo o resultado final. As duas equipas querem a passagem à segunda fase No final os dois treinadores estavam calmos, nem parecia que tinham acabado de disputar um derby. Ambos revelaram que a Taça do Ribatejo não é uma meta. “Sabemos que é muito difícil chegar à final da Taça do Ribatejo, por isso este jogo não era em nada decisivo para a nossa equipa”, disse o treinador da AREPA, Kikas.O treinador do Samora Correia, João Bancaleiro, estava mais satisfeito. “Penso que vencemos bem, temos uma equipa jovem que sabe jogar a bola. Hoje não estivemos muito bem, jogou-se muito aos repelões e isso foi-nos prejudicial”, garantiu.Contudo para os dois técnicos os objectivos das suas equipas passam por chegar ao final da primeira fase do campeonato num dos quatro primeiros lugares das respectivas séries. Qualquer deles quer estar na disputa da subida de divisão.
Já não há derbys como antigamente

Mais Notícias

    A carregar...