uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Associação Tagus gere 9,6 milhões de euros para projectos no mundo rural

Associação Tagus gere 9,6 milhões de euros para projectos no mundo rural

Programa abrange os concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal

Os primeiros projectos recebidos para análise podem resultar um investimento total global de cinco milhões de euros, diz um responsável da associação.

Edição de 21.10.2009 | Economia
Com cerca de 9,6 milhões de euros para distribuir no apoio directo a projectos, a associação Tagus procedeu no dia 15 de Outubro à abertura da primeira fase de recepção de candidaturas aos financiamentos da abordagem LEADER 2007-2013. Segundo disse o técnico coordenador da Tagus – Associação para o Desenvolvimento Integrado do Ribatejo Interior, Pedro Saraiva, a iniciativa insere-se no âmbito do Programa de Desenvolvimento Rural (PODER) para os concelhos de Abrantes, Constância e Sardoal, e os apoios “podem ir desde os 40 aos 75 por cento das despesas elegíveis”. Segundo acrescentou, os projectos a aprovar “visam a diversificação da actividade económica e a criação de emprego, a criação e desenvolvimento de micro-empresas, o desenvolvimento de actividades turísticas e de lazer e a conservação e a valorização do património rural, bem como a criação de serviços básicos para a população rural”.“Neste momento, temos 44 fichas de intenção de candidatura, com muitas outras conversas em trânsito, centrando-se, na sua maioria, em projectos na área do alojamento em turismo rural, na criação e desenvolvimento de micro-empresas e em pontos de venda directa dos bens produzidos em exploração agrícola”.“Os primeiros projectos recebidos para análise podem resultar um investimento total global de cinco milhões de euros, sendo que existe um campo com grande margem de progressão como é o caso dos investimentos a propor no segmento da restauração, com projectos de animação de apoio e incentivo aos visitantes desta sub-região”, acrescentou o responsável.“A quantidade de fichas prévias preenchidas dá-nos uma boa perspectiva da vontade de investimento na região”, afirmou Pedro Saraiva, que acrescentou que “o objectivo é chegar ao ano 2013 com 70 a 80 empresas e projectos aprovados, que resultarão na criação de 134 postos de trabalho”.Durante os próximos dois meses, a TAGUS vai estar a receber os formulários de pedidos de apoio, prevendo, segundo o seu responsável, “disponibilizar 700 mil euros para atribuir a projectos que resultarão num investimento entre 1,3 a 1,5 milhões de euros na região”. “Vamos avançar com algum cuidado e contenção e os projectos que não forem agora aprovados transitarão para uma segunda fase, uma vez que vamos abrir quatro fases, todos os anos, até 2013”.“Até ao final de 2010, prevemos ter projectos aprovados no valor de 3,5 milhões de euros”, afirmou o responsável, acrescentando à Lusa que, até 15 de Dezembro, “os interessados em beneficiar dos apoios devem fazer chegar em suporte digital todos os documentos necessários via e-mail para o endereço leader@tagus-ri.pt.
Associação Tagus gere 9,6 milhões de euros para projectos no mundo rural

Mais Notícias

    A carregar...