uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Junta de Vila Franca de Xira convida comunidade a reflorestar Lezíria Grande

Junta de Vila Franca de Xira convida comunidade a reflorestar Lezíria Grande

“Apadrinhe uma árvore” é o mote do projecto a bem do objectivo “carbono a zero”
Edição de 21.10.2009 | Sociedade
“Apadrinhe uma árvore - o seu nome para a posteridade” é o mote para uma campanha que tem como objectivo reflorestar a Lezíria Grande de Vila Franca de Xira a bem do “objectivo carbono a zero”. A Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira e a Associação dos Beneficiários da Lezíria Grande, em parceria com o grupo de música Blasted Mechanism, Quercus, Condomínio da Terra e inúmeros Parceiros Sociais, vão promover a iniciativa. Todos os que comprarem o bilhete para o concerto dos Blasted no Coliseu dos Recreios, em Lisboa, (28 de Novembro, às 22h00) vão ajudar a reflorestar a ilha, ladeada pelos rios Tejo e Sorraia, plantando quatro mil árvores.Na compra do bilhete para este concerto especial, os Blasted, que demonstram assim as suas preocupações ecológicas, e a “Earth Condominium”(Condomínio da Terra) oferecem uma árvore que terá um nome (o de cada comprador) e será plantada nesta Ilha.No dia 30 de Outubro, sexta-feira, a partir das 11h00, todos os compradores serão convidados a embarcar no Super “Blasted Train” e viajar até à Vala do Ruivo, em Vila Franca de Xira, rumo a uma experiência única: ajudar a reflorestar esta ilha. Os bilhetes estão à venda no coliseu, www.ticketline.sapo.pt, FNAC, Worten, Agência Abreu, C.C. Dolce Vita, Megarede, El Corte Inglês, Bliss e Liv. Bulhosa.Mesmo quem não vai ao concerto dos Blasted Mechanism pode inscrever-se, enviando os dados (nome, morada, idade, ocupação, contacto telefónico/mail, número de árvores a apadrinhar e os nomes a ostentar em cada árvore) para dhs@jf-vfxira.pt (no mail pode colocar no assunto “EU QUERO APADRINHAR”) ou dirigir-se à Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira. Cada árvore, dados os apoios, custa simbolicamente dois euros e leva uma etiqueta com o seu nome, da família e da empresa que apadrinha. Não há limites para o número de aquisição de árvores.“A reflorestação do planeta e a reposição da floresta autóctone é um objectivo que a Junta de Freguesia de Vila Franca de Xira define como prioritário na sua política ambiental e mesmo económica”, explica a autarquia em comunicado.A autarquia considera que este é um investimento que a longo prazo a todos vai beneficiar. “O plantio de árvores e a conservação das florestas constituem um serviço ambiental de qualidade ímpar no tratamento das partes comuns do planeta que todos temos o direito de utilizar e a obrigação de cuidar – a atmosfera, a hidrosfera e a biodiversidade. Queremos iniciar uma contabilidade ambiental que nos permita analisar a cada momento o saldo do nosso impacto nas partes comuns do planeta”, destacam. As florestas vivas prestam serviços preciosos ao homem, não só pelo seu papel no equilíbrio dos ecossistemas e consequentemente do planeta, mas também pelas matérias-primas e pelos serviços que lhe fornecem. São importantes na formação do solo, controlam a erosão, são essenciais na regulação do ciclo da água, regulam a temperatura e o clima, fornecem matérias primas ao homem para a criação de animais, indústria farmacêutica e outras, e delas depende a biodiversidade, já que são refúgio e habitat de um grande número de espécies.“As florestas dão-nos o prazer de fruição visual de paisagens de grande beleza, dão-nos a sombra, fonte de uma saudável frescura no Verão e, não menos importante do que tudo isso, são sumidouros de CO2”, realçam.
Junta de Vila Franca de Xira convida comunidade a reflorestar Lezíria Grande

Mais Notícias

    A carregar...