uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Caetano Costa e MOP são empresário e empresa do ano 2008 no Cartaxo

Caetano Costa e MOP são empresário e empresa do ano 2008 no Cartaxo

Nersant e município premiaram quem mais se destacou em termos empresariais
Edição de 04.11.2009 | Economia
O empresário Caetano Costa, proprietário da Vilarcon – Ar Condicionado, Lda., de Vila Chã de Ourique, e a MOP – Comércio e Indústria de Mármores, Lda., do Cartaxo, gerida por João Paulo Ferreira, foram distinguidos segunda-feira pela Nersant – Associação Empresarial da Região de Santarém e pela Câmara do Cartaxo como empresário e empresa do ano 2008. A cerimónia decorreu no auditório da Quinta das Pratas perante autarcas, eleitos municipais, empresários e familiares dos premiados.Caetano Costa, o empresário do ano, nasceu em 1965 em Vila Chã de Ourique, terra onde há 20 anos deu início ao projecto Vilarcon, vocacionado para a instalação de aparelhos de ar condicionado. Ainda novo de idade mas com um trajecto profissional e empresarial repleto, o premiado diz-se honrado com a distinção da Nersant. “Sinto-me bem, com força e satisfeito por ter recebido o prémio que funciona como uma distinção. Ando na vida empresarial há mais de 20 anos e vejo reconhecido o trabalho feito. Penso que pela força e garra que tenho demonstrado em fazer e criar situações diferentes e em mostrar a Vilarcon a cada vez mais gente”, disse no final da cerimónia Caetano Costa a O MIRANTE.MOP destaca-se na exportação Instalada na rua 16 de Novembro, no Cartaxo, a MOP – Comércio e Indústria de Mármores, Lda. Labora na transformação daquela matéria-prima e de outras rochas calcárias para o sector da construção. Com 35 trabalhadores, a empresa passou em 2008 por um ano de viragem e reforçou a sua aposta no mercado externo.O administrador da empresa, João Paulo Ferreira, era um homem satisfeito com a distinção conferida pela Nersant. “É o reconhecimento do esforço de uma equipa. Afinal os pilares da empresa são os trabalhadores que têm dado um passo em frente e lutado pela camisola durante esta crise. Só assim foi possível ultrapassar as dificuldades que enfrentámos”, confessou o empresário a O MIRANTE.A MOP mudou em 2008 os seus produtos e linhas, apostando na versatilidade e numa maior dinâmica de produção virada para o consumidor final, com a criação de nichos de mercado. “Trabalhamos com mármores, calcários e pedra que trazemos de todo o mundo, transformamo-los e exportamo-los para a Europa e Estados Unidos”, explica João Paulo Ferreira, que dedica o prémio à esposa, família e aos seus trabalhadores.Durante a cerimónia o presidente da Nersant, José Eduardo Carvalho, lembrou que a atribuição dos Prémios “Prestígio” é por si só uma iniciativa válida, tendo em conta que, só em 2008, 50 mil empresas foram dissolvidas no país, cerca de um quinto do total. “Manter de pé uma empresa é um acto heróico”, considerou o líder das empresas do distrito. O presidente da Câmara do Cartaxo preferiu dar como exemplos as empresas premiadas e as que foram visitadas durante a tarde de segunda-feira no Dia Aberto às Empresas da ExpoCartaxo. A entrega dos Prémios Prestígio do Concelho do Cartaxo do ano 2008 culminou um dia de visita a quatro empresas do concelho: Velpo – Fernandes & Teixeira, Lda., Vale D’Algares, Manuel C. Fialho, Lda. e Serralharia Paixim, Lda..
Caetano Costa e MOP são empresário e empresa do ano 2008 no Cartaxo

Mais Notícias

    A carregar...