uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Fernanda Asseiceira determinada a “virar a página” no concelho de Alcanena

Fernanda Asseiceira determinada a “virar a página” no concelho de Alcanena

Nova presidente da autarquia diz que herdou um concelho “sombrio, decadente, sem alma e sem ambição”
Edição de 04.11.2009 | Política
Quando o nome de Fernanda Maria Pereira Asseiceira foi anunciado e a autarca subiu ao palco para assinar o termo de posse como nova presidente da Câmara de Alcanena, toda a plateia do Cine-Teatro São Pedro levantou-se de pé para a aplaudir. O momento de consagração da autarca, eleita pelo Partido Socialista, foi vivido poucos minutos depois das 18h00 de sábado, 31 de Outubro, dia em que foram empossados os membros eleitos para os diferentes órgãos autárquicos do concelho. Os restantes membros do executivo camarário que tomaram posse foram: Luís Pires, Maria João Gomez e Hugo Santarém (PS) Eduardo Marcelino Camacho e João José Silva (ICA) e ainda Elsa Renata Henriques (PSD/CDS-PP). “Sendo gratificante ganhar eleições é, sobretudo, um privilégio ter obtido a maior percentagem de confiança dos eleitores do concelho de Alcanena”, começou por dizer Fernanda Asseiceira, que frisou que os resultados alcançados a 11 de Outubro foram “um grande exemplo de maturidade democrática” por ter contado com o apoio de vários quadrantes político-partidários. A autarca frisou que, com a ajuda de uma nova equipa e com a implantação de novas ideias e projectos vai ser possível virar mais uma página no concelho de Alcanena, “uma página que se tornou sombria, decadente, sem alma e sem ambição”. Num discurso de registo intimista, a nova presidente disse aos funcionários da autarquia que ser’a “exigente” no exercício das suas funções e com aqueles que a rodeiam, considerando fundamental o respeito e o bom ambiente de trabalho. Vincou ainda algumas das linhas que tecem o seu projecto autárquico como, por exemplo, rigor na gestão autárquica, planeamento do desenvolvimento estratégico, a aposta na requalificação do território, na promoção do desenvolvimento social e na igualdade de género. No final, Fernanda Asseiceira fez questão de agradecer a presença na plateia da sala de espectáculos de alguns dos seus “ex-colegas”, deputados da Assembleia da República, que se associaram a este momento. Sentado na primeira fila, Paulo Fonseca, presidente da Federação Distrital do Partido Socialista e actual presidente da Câmara de Ourém, também fez questão de dar apoio à nova presidente. Na sessão solene, que começou com a actuação do grupo coral do Centro de Artes E Ofícios Roque Gameiro (Minde) e onde foi notada a ausência de Luís Azevedo (ICA), presidente da câmara cessante, António Branco, presidente da assembleia municipal cessante, despediu-se do cargo pedindo união entre os eleitos das diversas facções políticas. A mesa eleita para presidir a assembleia municipal é constituída por Silvestre Luciano Pereira (presidente), Ana Maria Menezes (1.ª secretária) e Rosália Jorge (2.ª secretária)Três juntas lideradas por mulheresNão passou despercebido, na cerimónia, o facto de três (entre dez) juntas de freguesia passarem a ser lideradas por mulheres. Deste modo, foram eleitas como presidentes de junta os seguintes autarcas: Alcanena - António Frazão Silva (PS); Bugalhos - José Luís Ramos (PS); Espinheiro - Arménio Almeirão (PS); Louriceira - Joaquim Gomes (PS); Malhou - Graciano Cerqueira (PS); Minde - António Augusto Fresco (ICA - Independentes pelo Concelho de Alcanena); Moitas Venda - Maria Judite Carvalho (ICA - Independentes pelo Concelho de Alcanena); Monsanto - Susana Aparício (CIM - Cidadãos Independentes por Monsanto); Serra de Santo António - Carlos Santos (PS); Vila Moreira - Maria da Conceição Carreira (PS).Num discurso de registo intimista, a nova presidente disse aos funcionários da autarquia que será “exigente” no exercício das suas funções e com aqueles que a rodeiam, considerando fundamental o respeito e o bom ambiente de trabalho.
Fernanda Asseiceira determinada a “virar a página” no concelho de Alcanena

Mais Notícias

    A carregar...