uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Funcionário da Câmara de Vila Franca de Xira vive em roulotte sem condições

Funcionário da Câmara de Vila Franca de Xira vive em roulotte sem condições

Carlos Vítor da Conceição pediu casa há três anos mas continua à espera

Um homem de 58 anos vive numa roulotte há mais de uma década no Bairro de Povos, Vila Franca de Xira. É funcionário da câmara municipal da cidade e aguarda uma casa de habitação social.

Edição de 05.11.2009 | Sociedade
O aspecto exterior denuncia abandono mas a pequena roulotte azul, estacionada há uma década às portas do bairro de Povos, Vila Franca de Xira, tem inquilino. Carlos Vítor da Conceição tem 58 anos, é conhecido no bairro pela alcunha de “major”, trabalha na Câmara Municipal de Vila Franca de Xira e vive na roulotte sem água nem luz há quase uma década. Desloca-se para o emprego à boleia ou de bicicleta. Almoça no emprego e outras vezes cozinha na rua e na roulotte, com recurso a material de campismo. A rua é a sua casa de banho. O seu vencimento, pouco acima do ordenado mínimo, não lhe permite suportar o custo da renda de uma habitação na cidade, por isso solicitou uma casa camarária já lá vão três anos. Até agora não obteve resposta.“A minha vida deu uma volta de 360 graus quando me separei da minha companheira, que vivia aqui no bairro. Fiquei na rua sem nada. Ao princípio dormia dentro de um carro mas depois de começar a trabalhar na câmara comprei esta roulotte a um rapaz que mora aqui por 150 contos”, conta Carlos, natural do Entroncamento. Há poucas semanas os técnicos da autarquia foram ao local onde o “major” (alcunha obtida depois das comissões na guerra do Ultramar) tem instalada a sua roulotte. Vários telefonemas de vizinhos colocavam em causa o local escolhido por Carlos para ter estacionada a sua casa móvel. “Pediram que tirasse daqui a minha casa e a levasse para o parque de campismo. Mas aí é preciso pagar luz, água, parqueamento e tinha de me fazer sócio do parque de campismo e eu não tenho dinheiro. Pagar por pagar arranjavam-me uma casa. Há três anos que está o processo no gabinete de apoio à habitação mas não me dão respostas nem soluções nenhumas”, lamenta, dizendo que já foi assaltado duas vezes durante a noite. “Fico triste porque vejo casas livres no bairro, a câmara dá casas a toda a gente e eu não tenho. Pago os meus impostos, trabalho todos os dias e sou honesto, a câmara sabe de toda a minha vida. Eu não me importo de fazer obras se for necessário. Faço qualquer coisa para sair desta roulotte e desta situação”, lamenta. A noite cai sobre Povos e Carlos Conceição acende as quatro velas que parcamente iluminam o espaço. Do lado de fora ninguém dá pela presença de pessoas no espaço, tal é a densidade dos cortinados. Carlos começou a trabalhar no ramo da construção civil no Entroncamento mas quando a firma para onde trabalhava começou a sentir dificuldades financeiras decidiu mudar-se. Instalou-se no antigo Bairro da Alfarrobeira, entretanto convertido em bairro municipal de Povos. Um acidente de mota precipitou o divórcio e a vida que hoje leva.“Já pensei em colocar a roulotte frente a um ministério ou autarquia, como forma de protesto, a ver se me resolvem o problema. Mas como sou uma pessoa paciente vou esperar e tenho esperança que uma casa há- de aparecer”, conclui. No bairro de Povos todos conhecem o “major” e asseguram que é “boa pessoa. Só que teve azar, coitado. Ele é um homem que devia ser ajudado”, dizem os amigos no café das proximidades.A Câmara Municipal de Vila Franca de Xira informa que o munícipe em questão foi contemplado com a atribuição de uma casa, à medida do agregado familiar, que prescindiu a favor da antiga companheira. A autarquia informa que nesta altura, como o requerente está sozinho, terá que aguardar, uma vez que existem casos de famílias mono-parentais com filhos menores, casos que são considerados prioritários, informa a câmara.
Funcionário da Câmara de Vila Franca de Xira vive em roulotte sem condições

Mais Notícias

    A carregar...