uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

A melhor entrada de toiros dos últimos anos em Quinta-feira de Ascensão

Pega de cernelha, colhida grave e toiro estraga carro e parte vidro de casa
Edição de 19.05.2010 | Cultura e Lazer
Um jovem corre em direcção ao toiro e lança-se para o pescoço do endiabrado animal que percorre a Rua Direita de São Pedro, apinhada de gente, a uma velocidade estonteante. Com coragem faz-lhe uma pega de cernelha. Firme, aguenta os derrotes do toiro durante dezenas de metros e mantém-se lado a lado com o animal numa luta desenfreada.Milhares de pessoas aglomeradas dos dois lados da estrada gritam, saltam, levantam os braços e contemplam aquele momento em perfeito êxtase. Os campinos seguem mais à frente. A adrenalina sobe em flecha e a emoção está ao rubro ao longo do troço da Estrada Nacional 118 que rasga a vila da Chamusca ao meio.Alguns metros atrás, outro espectador atira um pano branco para a cara de um outro toiro. Desorientado, o animal embate com violência e amolga um automóvel estacionado na berma. Desencabrestado, de seguida vai contra uma casa, partindo uma janela. O desespero parece ter tomado conta do toiro que não pára de marrar com os cornos no vazio. Para evitar males maiores, Vítor Rosa, antigo forcado dos Amadores da Chamusca, aproxima-se e num gesto rápido e eficaz retira a venda do focinho do animal, que volta ao seu percurso normal. Os mais corajosos afrontam os toiros. Estes fazem sinal que investem. Mas não saem da formação.Entretanto o jovem destemido da pega de cernelha, a pedido do homem que “relata” os acontecimentos para a multidão, larga o toiro. No rosto é bem visível o suor e o esgar de cansaço por tão grande esforço. Agacha-se e descansa. O toiro continua em direcção à Praça de Toiros, local da chegada.Acompanhados pelos campinos e cabrestos, dois toiros entram no recinto. Os outros dois abrandam a correria e param a poucos metros da entrada triunfal, para gáudio dos espectadores. Sente-se a excitação e o ritmo cardíaco a aumentar. O clímax atinge-se quando um homem que não se consegue segurar num poste de cimento da rede eléctrica – cai e é colhido por um dos toiros. Algumas pessoas tentam acudir e separar o animal da presa. Vivem-se momentos dramáticos e de grande tensão. Há quem apanhe valentes sustos. Depois de várias tentativas e com a ajuda dos campinos, os dois animais entram finalmente na Praça de Toiros. Ouvem-se palmas.Com o susto ainda bem espelhado na cara, calças rasgadas e cheias de sangue, o homem segue pelo seu próprio pé, amparado por quatro braços, ao encontro da ambulância dos Bombeiros da Chamusca. É transportado para o Hospital de Santarém com uma das pernas rasgada numa grande extensão e com uma perfuração na parte baixa das costas. Há a registar ainda dois feridos ligeiros devido a quedas. Cumpria-se assim mais uma tradicional e emblemática Entrada de Toiros em Quinta-feira de Ascensão na Chamusca, que decorreu no dia 13. Milhares de pessoas esperaram mais de duas horas para satisfazerem, durante pouco mais de cinco minutos, os mais puros instintos do ser humano. Agora era altura de saciar o estômago e fazer frente ao prato na mesa.

Mais Notícias

    A carregar...