uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Quando a Quinta Municipal da Piedade se transforma em parque de diversões

Quando a Quinta Municipal da Piedade se transforma em parque de diversões

Xira Infantil juntou 1700 crianças na segunda-feira na Póvoa de Santa Iria

A Xira Infantil fez as delícias das crianças do concelho de Vila Franca de Xira na Quinta Municipal da Piedade transformada em parque de diversão natural. A iniciativa está mais radical que nunca. E este ano nem faltou a prova de rappel.

Edição de 02.06.2010 | Sociedade
O insuflável foi instalado à entrada da Quinta Municipal da Piedade, na Póvoa de Santa Iria, uma das zonas mais populosas do concelho de Vila Franca de Xira. Este ano a “Xira Infantil” ofereceu às crianças o tipo de actividades a que não conseguem resistir, como é o caso do rappel. Até os crescidos quiseram experimentar, não faltando por isso as devidas advertências – afinal, a estrutura, suportada por duas árvores, aguentava o peso de dois elefantes, como fez ver um dos animadores, mas era incompatível com pernas demasiado compridas.Outra das curiosidades da edição deste ano foi a Oficina do Foral Quinhentista, destinada a proporcionar às crianças a possibilidade de reproduzir o “Foral de Vila Franca de 1510”. Réplica que completaram com tinta da china, usando para o efeito penas de pato, um dos mais atractivos ateliers, orientado de forma a permitir algum nível de aprendizagem.“D. Terra e os Meninos de Todas as Cores, o “Xira Infantil” foi o tema da edição que superou todas as expectativas. Na manhã de segunda-feira, dia de visita da presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, mais de 1700 crianças encheram o espaço. Um trabalho magnífico, considerou Maria da Luz Rosinha, destacando os 40 bonecos decorados pelas escolas e dispersos pelo espaço, bem como um Pavilhão do Conhecimento, um carrossel e a novidade rappel. A “Xira Infantil” foi quase um acontecimento totalmente novo, dado a variedade de actividades presentes na quinta, bem como o grau de interesse que despertaram nos miúdos, como salientou Maria da Luz Rosinha, que junto ao forno a lenha não se fez convidada e chegou mesmo a distribuir descontraidamente pequenos pães acabados de cozer. O alpendre da cozinha tradicional faz as delícias das crianças desde há alguns anos, tal como as zonas onde podem pôr à prova a sua criatividade - através do barro, por exemplo - têm oportunidade de se entreter a moldar a massa previamente confeccionada, e com pouco sal, o mais indicado.Junto ao rappel, numa zona destinada a artes manuais, trabalhou-se com papel crepe – num instante surgiam flores de todas as cores, aplicadas, por exemplo, em pulseiras. Enquanto o senhor Óscar Almeida, da Misericórdia de Alverca, ensinava a “erguer” casas e moinhos construídos, como explicou a animadora Carla Robalo, com materiais acessíveis como paus de espetadas, canas, cartão, restos de cartolina, fio e, claro, cola apropriada.A presidente da autarquia, que abandonou a quinta ao fim da manhã, previa uma roda viva até ao final do dia naquele espaço, que habitualmente proporciona às crianças o contacto com os animais, uma das referências da quinta e uma forma de confirmar que os bifes não nascem no talho. Sem esquecer que o espaço permite a identificar as plantas pelos aromas.Jogos tradicionais, pintura, ateliers instrumentais e espectáculos de dança, música e teatro completaram este “Xira Infantil” vocacionada para crianças que frequentam as IPSS e escolas do concelho. Para o ano há mais e tudo indica que no mesmo recinto. A Quinta Municipal da Piedade é espécie de parque de diversões instalado em ambiente de fantasia.
Quando a Quinta Municipal da Piedade se transforma em parque de diversões

Mais Notícias

    A carregar...