uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Moradores queixam-se de atrasos na distribuição dos correios mas falta de actualização das moradas não ajuda

Moradores queixam-se de atrasos na distribuição dos correios mas falta de actualização das moradas não ajuda

No Bairro da Esteveira em Samora Correia as cartas chegam aos destinatários às vezes quinze dias depois de enviadas

Os CTT reconhecem a existência de falhas na distribuição da correspondência mas atiram as culpas para alterações da toponímia e aconselham munícipes a actualizarem as moradas junto dos serviços.Jorge Afonso da Silva

Edição de 17.06.2010 | Sociedade
Para provar que em Samora Correia, concelho de Benavente, a distribuição de correio anda atrasada, um munícipe resolveu enviar para ele próprio uma carta registada. A missiva foi posta no marco do correio por Luzia Neves no dia 30 de Abril e só chegou à sua morada a 15 de Maio. Os CTT admitem atrasos na distribuição na zona mas dizem que não são os únicos culpados porque há moradores que não actualizam as moradas de ruas que entretanto mudaram de nome e os carteiros vêem-se em palpos de aranha para descobrirem a caixa de correio onde colocar a correspondência. Os moradores do Bairro da Esteveira dizem-se revoltados com os atrasos dos CTT. Garantem que o carteiro passa uma vez por semana e às vezes nem isso e que a situação agravou-se a desde o início do ano. Luzia neves, segurando os comprovativos do envio e recebimento da carta questiona “como é possível em pleno século XXI estarmos a viver uma situação destas”. A moradora apresentou uma reclamação junto dos Correios que por escrito lhe responderam que “concluídas as averiguações e como até à data de entrega da carta, esta passa por diversos serviços, os CTT não puderam apurar responsabilidades”, terminando a missiva com um pedido de desculpas e lamentando eventuais inconvenientes.“Não imaginam o quão desagradável é um velhote estar à espera da reforma porque precisa dela para aquele dia. Eles já não têm dinheiro para medicamentos nem para comer. E estar 15 dias à espera porque o carteiro não traz a carta, é inadmissível”, acusa José Geada, outro morador. São várias as queixas apresentadas pelos residentes do bairro, como a de várias pessoas terem recebido a factura para pagamento do serviço de televisão por cabo a 1 de Junho quando a data limite para o pagamento da conta tinha terminado em 27 de Maio.“O problema dos Correios em Samora Correia é que a correspondência é distribuída por funcionários novos e quando estes estão a começar a conhecer a freguesia, são substituídos por outros que não conhecem a localidade. Numa terra que passou de vila a cidade, a nível deste serviço, está muito mal servida”, lamenta José Geada. Para todos estes problemas os CTT respondem nas dificuldades relacionadas com as “recentes alterações de toponímia e numeração de polícia” levadas a cabo na zona. “Grande parte da população continua a manter as moradas antigas” e perante isto, diz a empresa, “não só há dificuldades no encaminhamento correcto da correspondência, como existem sobreposições, isto é, o endereço do potencial destinatário tanto pode corresponder à antiga morada como à nova”. Os CTT apelam por isso para que os residentes actualizem as moradas junto dos serviços.
Moradores queixam-se de atrasos na distribuição dos correios mas falta de actualização das moradas não ajuda

Mais Notícias

    A carregar...