uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Recatado Manuel Serra d’Aire

Edição de 24.11.2010 | E-mails do outro mundo
Também eu fiquei surpreendido com a relutância do Santuário de Fátima em aderir ao projecto “Fátima Cidade Natal” promovido pela Câmara de Ourém. Até porque há algumas contradições nas razões doutrinárias e de simbologia invocadas e que estão por detrás dessa decisão. Eu sei que a Igreja não vai à bola com o Pai Natal, de cuja existência continua a duvidar embora os sinais da sua existência sejam cada vez mais evidentes. Basta ligar a televisão e ver a resma de anúncios que o tem como protagonista, enquanto Jesus Cristo, graças a quem o Natal existe, é bom que se recorde, não tem direito a nada. É verdade que essa apropriação de uma data sagrada pelo capitalismo profano personalizado pelo velho das barbas brancas equipado à Benfica justifica as reservas da Igreja e, consequentemente, do Santuário de Fátima. Só não percebo por que razão continua o Santuário a pactuar com a venda de camisolas do Cristiano Ronaldo nas lojas da cidade, a par com imagens da Nossa Senhora e dos três pastorinhos. Isso sim é um sacrilégio! E que dizer das peregrinas que por lá andam em aturada devoção com camisolas de manga cava e decotes generosos? Lá diz o velho ditado: ou há moral ou comem todos…E por falar em decotes, tenho de registar a tua postura de polidez e recato, digna de um homem piedoso e temente a Deus, ao erradicares dos teus últimos e-mails as imagens libidinosas e licenciosas e a linguagem de carroceiro que este teu correspondente não consegue evitar, para mal dos seus pecados. Que chá andarás tu a beber, meu maganão, para conseguires evitar que a mão te puxe a escrita para a pouca-vergonha? Ou será que engataste alguma puritana e não queres fazer má figura?Ou, pior ainda, andarás a tentar branquear a tua imagem de arruaceiro impiedoso para concorrer a alguma câmara da região em 2013? Vagas não faltam, meu caro, porque os dinossauros autárquicos têm extinção anunciada para esse ano (finalmente uma boa notícia na política!). Mas tem cuidado onde te metes. Olha que há muito terreno minado e autarquias atafulhadas em dívidas até ao pescoço de uma girafa. Se realmente queres enveredar (adoro esta palavra!) por esse caminho, escolhe uma daquelas autarquias que têm muitas geminações com países exóticos, como as de Torres Novas, de Santarém, do Cartaxo ou de Abrantes. Podes passar a vida a viajar em missões de cooperação e não tens que te preocupar com os problemas comezinhos dos esgotos a céu aberto ou dos buracos nas ruas. Coisas chatas que só servem para distrair os autarcas das suas nobres missões. Com um bocado de sorte até te esqueces que o teu concelho existe. Vai por mim!Saudações pré-natal do Serafim das Neves

Mais Notícias

    A carregar...