uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Recrudescido Manuel Serra d’Aire

Edição de 05.01.2011 | E-mails do outro mundo
Doze passas e meia dúzia de garrafas de champanhe depois, cá estou, meu maganão, para abrir mais um ano desta saga em que se transformou a nossa troca de correspondência. E começo com um aplauso ao renascido Manuel Serra d’Aire pelas belas fotos com que nos tens brindado. Auguro um 2011 repleto de apetitosas coxas e de arrebitadas mamocas, pelo menos nesta página. Porque com a crise instalada temo que as curvilíneas lusitanas se transformem numa espécie em risco devido à fome que por aí desponta e que, devido a carências calóricas, se tornem em esqueléticos exemplares femininos, sem ponta por onde se pegue. Vade retro Satanás! Ou valha-nos São Judas Tadeu, a quem tu avisadamente recorres sempre que és alvo das investidas retóricas dos palavrosos doutores da nossa praça. Realmente foi uma maldade da minha parte tratar-te por doutor no meu último e-mail, embora a intenção fosse outra. Tratava-se de desafiar as tuas capacidades de vidente, para ver se nos davas alguns prognósticos para 2011, como é da praxe nesta altura. Como sabes, qualquer astrólogo, vidente, cartomante ou tarólogo que se auto-denomina doutor, professor ou mestre. Temos o professor Marcelo, o Dr. Zan, o mestre Tamanaté (ah pois é!) e por aí fora… Por que não o mestre Manuel Serra d’Aire? Quem tem a clarividência para explicar as razões do degelo da pista de gelo de Fátima está apto a dar-nos conta do que vai ser este ano. E os próximos. Estará até habilitado a adivinhar a data da chegada do Anti-Cristo sem serem necessárias as trombetas do Inferno a anunciá-lo. Pelos vistos vamos ter mais um ponto de peregrinação em Fátima, para rivalizar com a Cova da Iria. É mais um sinal de que os hereges não se devem meter com Nossa Senhora e seus apaniguados. Para mais quando estão a jogar em casa. Se o Santuário de Fátima não alinhou no projecto “Fátima Cidade Natal” é porque havia razões ponderosas para o fazer. O presidente da Câmara de Ourém foi teimoso e pimba! - levou com o degelo da pista e foi uma sorte não terem ardido as barbas do Pai Natal. É bom que o Paulo Fonseca não volte a armar-se aos cágados, porque não pense ele que está a lidar com os vereadores do PSD…Falando de outras coisas sérias: Manel estou preocupado com a segurança dos militares da GNR de Alpiarça, que passam a noite sozinhos no posto expostos a múltiplos riscos. Basta lembrar que ainda há uns tempos levaram uns balázios contra a porta do quartel. É destas coisas que ninguém se lembra: quem é que protege as nossas forças de segurança? Não era possível, ao menos, arranjar um cão para fazer companhia ao guarda que fica a noite sozinho a tomar conta do posto? Ou contratar uns daqueles “gorilas” que costumam estar à porta das discotecas, para dissuadir visitas inoportunas? Até podem vir de Lisboa, que o autocarro da câmara vai lá buscá-los e levá-los se for necessário. Despeço-me com uma genuflexão reverenteSerafim das Neves

Mais Notícias

    A carregar...