uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Alhandra Sporting Club precisa de médico e massagista

Perto de cento e vinte atletas integram a secção de natação e triatlo

O Alhandra Sporting Club – que teve a melhor época de sempre no ano passado – já apresentou a equipa da secção de natação e triatlo para 2011. Uma das maiores dificuldades que o clube enfrenta é falta de médico e massagista para tratar apoiar os 120 atletas que integram a secção.

Edição de 26.01.2011 | Desporto
“O Alhandra Sporting Club (ASC) é o clube de maior referência em triatlo de Portugal” disse o presidente da secção de natação e triatlo, Jorge Leitão, durante a apresentação da equipa da secção de natação e triatlo para a época de 2011, que decorreu no sábado, 22 de Janeiro, na Sociedade Euterpe Alhandrense, em Alhandra, concelho de Vila Franca de Xira. Uma das maiores dificuldades que o clube enfrenta actualmente é a carência de um médico e massagista para apoiar os atletas. Em 2005 o clube decidiu juntar as duas modalidades e fundou a secção de natação e triatlo. Na altura eram apenas 22 atletas. Hoje ascendem a perto de 100 o número de atletas que vestem a camisola do ASC na secção de triatlo e mais 20 na natação. Há ainda alguns atletas que conjugam as duas modalidades.“Felizmente os resultados começaram a aparecer muito cedo, gerou-se um entusiasmo muito grande à volta do triatlo e actualmente somos o clube de maior referência do triatlo em Portugal”, assegura Jorge Leitão que aproveita para destacar os atletas João Pereira e João Amorim. Na última época o ASC conquistou quase todos os títulos em todos os escalões a nível de juvenis, juniores e sub-23 e ficou em segundo lugar na Taça de Portugal de femininos e masculinos. De acordo com Jorge Leitão um clube com a dimensão do ASC tem sempre algumas carências, normalmente relacionas com a componente médica. “O desgaste de um atleta de triatlo é muito grande. Precisávamos de ter um massagista duas ou três vezes por semana. A Federação Triatlo de Portugal tem sempre médicos à disposição dos clubes, mas os nossos atletas têm de ir até Caxias”. O clube pretende apostar na formação e continuar a melhorar a nível dos equipamentos, dos suplementos e da alimentação dos atletas. A época do ano passado foi considerada por Jorge Leitão uma “época de ouro, a melhor época de sempre”. Mesmo assim o dirigente não baixa os braços e acredita sempre que é possível continuar a manter os títulos e alcançar outros. “O que peço aos atletas é que dêem sempre o máximo que possam e dignifiquem esta camisola do ASC como têm feito até aqui”, concluí.

Mais Notícias

    A carregar...