uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

“Os Peões de Alverca” organizam 5º circuito de Vila Franca de Xira

Ernesto Loureiro procura um novo presidente para o clube de xadrez

Sessenta xadrezistas mantêm vivo o clube “Os Peões de Alverca” que está a promover um circuito de xadrez para dinamizar a actividade. O presidente, Ernesto Loureiro, deseja passar a pasta a outro amante da modalidade para trazer uma nova chama ao clube.

Edição de 09.02.2011 | Desporto
O clube de xadrez “Os Peões de Alverca” organizou o 5º circuito de Vila Franca de Xira que pretende divulgar e dinamizar a actividade no concelho. “O objectivo do circuito é exercitar os jogadores e dar ânimo à actividade”, começa por explicar Ernesto Loureiro, 76 anos, presidente da direcção que quer passar o testemunho a outro xadrezista.O circuito é constituído por três torneios, estando no mês de Fevereiro a decorrer o primeiro. Os jogadores inscritos pertencem quase todos ao clube “Os Peões de Alverca”. Os prémios vão desde os 50 euros para o primeiro classificado até aos 15 euros para o décimo jogador. Durante a segunda jornada que decorreu na passada quinta-feira, 3 de Fevereiro, na sede do clube, na praceta 25 de Abril, em Alverca, Ernesto Loureiro aproveitou para divulgar que anda à procura de um novo presidente. “É preciso alguém para tomar conta da organização, responsabilizar-se por toda a gestão burocrática e também pelos torneios. Não quero ser um presidente vitalício. É preciso um novo presidente que esteja disposto a fazer ainda melhor”, convidou. O actual dirigente gostaria também de criar em Alverca uma academia de xadrez dirigida aos mais pequenos. “O xadrez promove um desenvolvimento da mente, da observação e do raciocínio. Para ser um bom jogador não é preciso muita destreza ou velocidade, mas bons reflexos, boa organização e boa capacidade de avaliação do jogo”, analisa. O clube “Os Peões de Alverca” tem perto de 60 xadrezistas, entre simpatizantes e sócios. Destacam-se nomes como Ricardo Santos ou Miguel Silva que conquistaram vários títulos nacionais, chegando a representar Portugal internacionalmente. Para a manutenção do clube, nascido em 1992, tem sido imprescindível o apoio dado pela Câmara Municipal de Vila Franca de Xira. “O xadrez é como o universo. Todos os dias se descobrem novos lances. O desporto está longe de se esgotar e ainda existe muito para explorar”, conclui Ernesto Loureiro.

Mais Notícias

    A carregar...