uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Maria Ribeiro

34 anos, empregada de balcão, Fátima (Ourém)

“Penso que quem tinha poder de compra continua a ter e quem não tinha continua a não ter. Aquela classe média que a certa altura tinha um poder de compra é a que mais se ressente. Mas a classe média alta e alta continua a poder viajar e a fazer férias sem qualquer tipo de problemas”

Edição de 08.06.2011 | Agora falo eu
Quem pensa que deveria ganhar estas eleições?Penso que deveria ser o PSD. Considero que é o partido que tem melhores propostas para a actual crise.Como classifica os nossos políticos?Sou uma pessoa optimista e acredito que há pessoas de valor e bem formadas em Portugal, com capacidades, até porque vemos o pessoal a ter sucesso lá fora e temos excelentes profissionais. Mas a nível da classe política acho que às vezes há muita corrupção, muita gente que não está preocupada em fazer alguma coisa de útil pelo país.Os debates, a campanha eleitoral, isso serve realmente de alguma coisa para mudar a opinião do eleitor?Sinceramente acho que não. Um debate às vezes não é muito esclarecedor porque fogem às perguntas que lhes são feitas. Às vezes lá haverá uma questão ou outra que fique esclarecida. A mim, que gosto de os ouvir falar, reforça a ideia que já tenho deles. Julgo que deve haver campanha, mas não acho que seja muito esclarecedora.Vai gozar férias este Verão?Sim, vou para o Algarve. Quase sempre nesta altura do ano tiro férias. Tento fazer praia e o Algarve costuma ser o destino. A minha viagem de sonho seria ao Brasil, ao pantanal, mas 15 dias na República Dominicana já me pareceria muito bem (risos). Se estamos em crise, por que é que há ainda tantas pessoas que procuram fazer férias no estrangeiro?Não sei se são muitas, mas acredito que sim porque as agências de viagens estão cheias de trabalho. Penso que quem tinha poder de compra continua a ter e quem não tinha continua a não ter. Penso que aquela classe média que a certa altura tinha um poder de compra é a que mais se ressente. Mas a classe média alta e alta continua a poder viajar e a fazer férias sem qualquer tipo de problemas. Pertence a alguma associação? Ainda vale a pena perder tempo e esforço com o associativismo?Não pertenço, mas por vezes apoio algumas associações aqui da freguesia de Fátima. Acho que é de louvar essas associações, mas depois também acho que há muito o culto do tasco e do comes e bebes nessas associações, o que às vezes não traz nada de palpável ou de bem feito. Mas há uma série de associações que trabalha, que se esforça e que mostra resultados. O grupo de atletismo aqui de Fátima é uma associação sem fins lucrativos que acho fantástica.Ourém é um concelho bom para se viver?Para mim é, não tenho queixa. Mas acho que podia oferecer muito mais. Não temos espaços verdes, não temos um parque para brincar com os nossos meninos, não temos ciclovias, não temos uma biblioteca de jeito.

Mais Notícias

    A carregar...