uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Ramiro Lopes desapareceu em Azambuja sem deixar rasto

Edição de 26.10.2011 | Sociedade
Ramiro Lopes, um cidadão de 70 anos muito conhecido em Azambuja, que chegou a ser voluntário num projecto de vigilância nas escolas, está desaparecido desde o último domingo, 23 de Outubro. A GNR fez buscas com recurso a cães especializados num raio de três a quatro quilómetros mas não encontrou rasto de Ramiro Lopes. Os Bombeiros Voluntários de Azambuja também ajudaram nas operações. Os operacionais passaram a pente fino a Mata das Virtudes e os Bombeiros de Azambuja também fizeram buscas no Tejo sem no entanto encontrar mais algum sinal.As autoridades bateram os trilhos de Azambuja uma vez que Ramiro Lopes tinha por hábito fazer caminhadas. O carro está estacionado frente a sua casa mas a GNR não coloca de lado a possibilidade de Ramiro Lopes ter “apanhado um táxi ou um comboio” para se deslocar. As buscas foram entretanto suspensas na terça-feira. Ramiro Lopes tinha dois filhos, netos mas vivia sozinho. Foi visto pela última vez no domingo de manhã a dirigir-se para o centro da vila. A família informou as autoridades de que terá saído de casa com um fato de treino azul turquesa.Ramiro Lopes está reformado mas exerceu a sua actividade profissional como bancário. Sofria de Parkinson mas a doença não estava ainda muito manifestada. Como O MIRANTE noticiou em 2006 Ramiro Lopes chegou a participar num projecto de voluntariado na Escola Básica Integrada de Azambuja ajudando as auxiliares a vigiar os meninos no recreio. Ramiro Lopes participou no projecto dos “avós vigilantes nas escolas” mesmo não tendo netos no estabelecimento de ensino. O antigo funcionário bancário disse na altura a O MIRANTE que se cansou dos dias vazios da reforma e decidiu aproveitar a sua energia para ajudar os outros.

Mais Notícias

    A carregar...