uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
“Todos vamos morrer, mas a lenda da ganadaria Palha é imortal”

“Todos vamos morrer, mas a lenda da ganadaria Palha é imortal”

“Palha” é um livro para aficionados e todos os apaixonados pelo campo, animais e fotografia

Já chegou às livrarias o livro de fotografias dedicado à Ganadaria “Palha”. Em mais de vinte mil fotografias, Francisco Romeiras conta não só a história do toiro Palha como também de todas as outras espécies que com ele coabitam.

Edição de 29.11.2011 | Sociedade
A apresentação do livro de fotografias dedicado à Ganadaria “Palha”, da autoria do fotógrafo Francisco Romeiras, encheu o Salão Nobre da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira na sexta-feira, 25 de Novembro. Editado em duas versões, a “campo” com 264 páginas, e a “campo e praça” com 312 páginas, o livro apresenta mais de vinte mil fotografias tiradas ao longo de três anos, dando a conhecer o ecossistema do Monte Adema, o habitat do toiro Palha e de tantas outras espécies que com ele coabitam, como se de um parque natural se tratasse. Desde a lezíria ao montado passando pelas várias barragens existentes na propriedade situada na freguesia de Samora Correia, Benavente, é possível observar o quão rica é a fauna e flora do local onde são criados os toiros da mais antiga ganadaria portuguesa. “Para quem gosta de fotografia é um livro fundamental, tal como para todos os apaixonados pela Natureza, onde o toiro é o elemento central. Este livro é um testemunho vivo e marcante e se um dia o toiro desaparecer podemos comprovar todo o ecossistema que se perderá”, referiu o proprietário da Ganadaria “Palha”, João Folque.O autor do livro, Francisco Romeiras, outro apaixonado pelo toiro bravo, revelou que ficou surpreendido quando descobriu um verdadeiro parque natural no espaço que o toiro precisa para se desenvolver. A presidente da Câmara Municipal de Vila Franca de Xira, Maria da Luz Rosinha (PS), presente no lançamento do livro, recordou o momento em que saiu de uma praça de toiros e encontrou o povo aficionado a gritar todo pelo nome do ganadeiro. Já o Coronel José Henriques transmitiu ao público todas as sensações que a observação das fotografias lhe provocou e recordou o nascimento da Ganadaria Palha. Relembrou ainda os tempos em que os toureiros poderosos não tinham medo de enfrentar os toiros Palha. Ou o momento em que os mesmos toiros começaram a ser rejeitados pelas grandes figuras, quando o toureio se tornou estético e perdeu a acção do combate. “Todos vamos morrer, mas a lenda da ganadaria Palha é imortal”, concluiu.João Folque acredita que a crise não vai afectar número de corridasO proprietário da Ganadaria Palha não quer acreditar que no próximo ano o número de corridas diminua significativamente. “O número de corridas em Portugal está muito estabilizado. Se este ano se deram 270 corridas, no próximo vão dar-se 260”. João Folque está convencido que o valor dos bilhetes possa baixar, os toiros podem vender-se a preços mais baixos ou o aluguer das praças também poderá diminuir, mas os níveis de assistência devem manter-se. “Há um quarto da população portuguesa que vai passar por uma redução de poder aquisitivo em 2012, mas os outros três quartos continuam a consumir e a ganhar o mesmo”, refere o ganadeiro que continuará a levantar-se de manhã com muito optimismo enquanto sentir paixão e aficcion.
“Todos vamos morrer, mas a lenda da ganadaria Palha é imortal”

Mais Notícias

    A carregar...