uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Um sábado a dançar em Alviobeira

Um sábado a dançar em Alviobeira

Edição de 26.04.2012 | Primeiro Plano
José e Ana são dois dos 80 elementos do Rancho Folclórico e Etnográfico de Alviobeira, no concelho de Tomar, que assinalou no sábado, 21 de Abril, o seu 24.º aniversário com um grandioso festival de folclore. José Oliveira tem como par no rancho a sua esposa, natural da Guarda, que conheceu precisamente através de uma saída do rancho. Já Ana, natural dos Calvinos, Tomar, apesar de casada, tem no irmão o seu companheiro de dança. No sábado, a sala do Centro Recreativo e Cultural de Alviobeira encheu-se de público que assistiu com alguma emoção à exibição não só da prata da casa como também dos grupos convidados a participar no festival: o Rancho de S. Pedro de Paus (Resende), o Rancho da Região de Leiria, o Rancho “Recordar é Viver” (Paramos - Espinho), o Grupo Etnográfico de Alfarelos (Soure) e o Rancho da Ribeira de Santarém. Todos apresentaram o seu folclore e etnografia, representativo da região de onde provinham, recebendo estrondosos aplausos.No final, os participantes receberam lembranças, perante os eleitos da Junta de Freguesia de Alviobeira, e direcção do Centro Recreativo e Cultural de Alviobeira. Numa época de crise, os responsáveis admitem que “manter um rancho em actividade tem grandes custos” e organizar um festival e folclore ainda mais. Mas tudo se faz para conseguir manter a tradição bem viva e saudável. O brilho nos olhos de quem dança folclore no mesmo grupo etnográfico há mais de 20 anos vale bem o sacrifício. E, no próximo ano, já se dançam as bodas de prata em Alviobeira. Elsa Ribeiro Gonçalves
Um sábado a dançar em Alviobeira

Mais Notícias

    A carregar...