uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Ministra da Agricultura confiante na manutenção de verbas comunitárias após 2013

Edição de 19.06.2012 | Sociedade
A ministra da Agricultura está confiante que Portugal conseguirá evitar uma redução das verbas comunitárias destinadas à agricultura no próximo quadro comunitário de apoio, que entrará em vigor em 2014.Assunção Cristas, durante uma visita que efectuou à Feira Nacional da Agricultura, em Santarém, declarou-se confiante que Portugal “conseguirá manter níveis equivalentes” aos actuais, até porque “o primeiro quadro, das ajudas directas aos agricultores, tende a favorecer” o país.Para a ministra, a “grande batalha” no processo negocial em curso é “tentar não perder no segundo pilar”, que dá apoio ao investimento e à modernização, área em que o país quer continuar a apostar.Assunção Cristas sublinhou o esforço que tem sido feito nesta área, referindo, em particular, os mais de 300 projectos que vão ser apoiados, que representam um investimento privado da ordem dos 160 milhões de euros, para os quais a parte pública (nacional e comunitária) contribui com 42 milhões de euros.Estes projectos surgem no âmbito da avaliação do sexto concurso do Proder (programa de apoio ao desenvolvimento regional), que levou à decisão de fazer os contratos com todos os pedidos que já estavam aprovados, disse.Para a ministra, o número de projectos de investimento “mostra bem como o sector se quer modernizar e como o Estado está a apoiar essa modernização”, factor essencial para que a produção tenha “preços mais competitivos”.Assunção Cristas referiu o trabalho que está a ser feito com a cadeia agro-alimentar (produção, indústria, distribuição) no âmbito da plataforma que procura soluções para que os produtos portugueses estejam à venda na grande distribuição e tenham melhores condições para serem exportados.

Mais Notícias

    A carregar...