uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Nova empresa municipal de Santarém agrega desporto, cultura e urbanismo

Scalabisport, CUL.TUR e STR-URBHIS fundem-se numa única estrutura

Vereadores da oposição dizem que a Viver Santarém abarca uma “amálgama de áreas de intervenção”, o que não faz sentido e pode comprometer a sua eficácia.

Edição de 18.07.2012 | Política
A fusão das empresas municipais de Santarém Scalabisport, CUL.TUR e STR-URBHIS foi finalmente aprovada no dia 12 de Julho pelo executivo camarário, após uma primeira deliberação nesse sentido tomada em Maio, que fica sem efeito e de o ponto ter estado agendado para a reunião de 9 de Julho, sendo retirado para correcção de alguns lapsos na redacção dos estatutos da nova empresa Viver Santarém.A nova empresa passará a gerir as áreas do Desporto, da Cultura e da Reabilitação Urbana. Ou seja, muitos burros para tocar ao mesmo tempo, o que poderá deixar alguns para trás. Os vereadores da oposição mantiveram a sua posição de abstenção, considerando que a nova empresa vai tutelar uma “amálgama” de áreas distintas e com objectivos muito diversos, ficando por provar a sua eficácia. “Há questões que não jogam umas com as outras. Só com muito boa vontade conseguimos encontrar um nexo entre eles”, declarou Ludgero Mendes (PS), sublinhando que esta fusão resulta da ameaça de extinção que pairava sobre as empresas com resultados negativos, como eram os casos da CUL.TUR e da STR-URBHIS. Já António Carmo (PS), diz que há “uma dispersão muito grande de objectivos”, o que, na sua opinião, “não faz sentido”, preferindo que as áreas da cultura e turismo ficassem exclusivamente a cargo dos serviços municipais.Segundo a maioria PSD, a fusão vai permitir uma “economia de escala”, desde logo na redução do número de administradores, que passarão a ser cinco, mas apenas um remunerado, devendo a escolha recair em Luís Arrais, actual administrador da Scalabisport. A presidência vai ficar a cargo do vereador António Valente (PSD). A Viver Santarém - Gestão Urbana, Cultura, Turismo e Desporto passará a ter um capital social de 29.255.00 euros, resultante da soma dos capitais sociais das três empresas extintas.Recorde-se que a Scalabisport foi criada durante a gestão do socialista Rui Barreiro e a CUL.TUR e STR-URBHIS foram criadas oficialmente em Junho de 2010 por iniciativa do presidente Francisco Moita Flores (PSD), que não esteve presente na reunião em que a autarquia decidiu a fusão por se encontrar de férias.À margem do processo fica a empresa municipal Águas de Santarém, responsável pela gestão das redes de abastecimento de água e de saneamento básico.

Mais Notícias

    A carregar...