uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Santarém e Rio Maior são capitais dos jogos tradicionais por dois dias

O pião, a malha, a sueca ou a rampa são alguns dos mais de 20 jogos que vão estar abertos à participação da população em Santarém, a 29 de Setembro, e de Rio Maior, a 30 de Setembro, durante a feira-mostra da V Convenção Nacional de Jogos Tradicionais.

Edição de 12.09.2012 | Desporto
As cidades de Santarém e Rio Maior recebem, dias 29 e 30 de Setembro, respectivamente, a V Convenção Nacional de Jogos Tradicionais. Uma oportunidade para diferentes gerações conviverem e saberem como funcionam jogos como o pião, dominó, petanca, burro ou saco, entre mais de 20 jogos diferentes que vão ser exemplificados.A par da demonstração de jogos, a convenção vai contar com competições por equipas nos jogos de dominó, sueca, damas e malha e com fóruns científicos sobre os jogos tradicionais.O Jardim da Liberdade, em Santarém, dia 29, e o jardim das piscinas, em Rio Maior, dia 30, são os palcos da maior parte das actividades de uma convenção promovida pela Federação das Colectividades de Cultura, Recreio e Desporto do Distrito de Santarém (FCCRDDS). Para Augusto Figueiredo, da FCCRDDS, trata-se do momento mais importante dos jogos tradicionais em Portugal e uma oportunidade de demonstrar como os jogos tradicionais são um exemplo de desporto para todos. “Os jogos tradicionais são um meio de socialização, de exercício físico e de coordenação motora”, exemplificou o dirigente.Tanto a 29 de Setembro, em Santarém, no Jardim da Liberdade, como em Rio Maior, no dia 30, no jardim das piscinas municipais, haverá feira-mostra de jogos tradicionais entre as 10h00 e as 18h00. Os jogos são muitos: rampa, burro, andas, macaca, sapo, túnel, saco, petanca, malha, galo, berlinde, prego, sobe e desce, corda, arco e gancheta, pião, sueca, dominó e damas.Manuel Soares, da União das Colectividades e Associações de Torres Novas (UCATN), lembra como os jogos tradicionais têm vindo a crescer nas colectividades, muito por via das dificuldades que outras modalidades têm sentido por falta de apoios. “Além dos custos técnicos e de inscrições, o aumento dos combustíveis e das portagens também veio prejudicar a continuidade de algumas modalidades, bem mais caras do que os jogos tradicionais”, comparou Manuel Soares.Em alternativa aos jogos tradicionais foram programadas actividades paralelas. Quem quiser pode participar em visita guiada ao gótico de Santarém (10h00), almoçar no Centro de Apoio Social do Município, participar no fórum científico na Sala de Leitura Bernardo Santareno (14h30) ou assistir à actuação do grupo de música popular “Amigos da Farra” (18h00). Em Rio Maior, inicia-se a competição de malha na rua da Escola Superior de Desporto, e de damas, sueca e dominó no pavilhão Adelino Figueiredo (09h30). Pode-se ainda visitar o centro de estágio da cidade e fazer uma visita guiada às Marinhas do Sal pelas 10h00. Há almoço a preço simbólico no centro de estágio com inscrição prévia, reinício da competição a partir das 14h00 e encerramento da convenção com o grupo de música tradicional “Emoções de Malpique”.Informações e inscriçõesTodas as informações sobre a convenção e as inscrições estão disponíveis em http://movimentoassociativodisantarem.blogspot.pt e em http://www.confederacaodascolectividades.com. Podem ser obtidas mais informações pelos contactos: fccrds@gmail.com, 218 882 866 (fax) e telemóveis 939348127, 965062640, 924292469 ou 939825340. A FCCRDS tem sede na praceta Bairro 1.º de Julho, lote 3, R/c, em Vale de Estacas, Santarém. Rastreio de saúde gratuitos nas duas cidadesQuem for ao jardim da Liberdade, em Santarém, ou ao jardim das piscinas municipais, em Rio Maior, pode fazer um exame global gratuito aos principais indicadores do estado de saúde: peso, altura, tensão arterial, diabetes e colesterol.

Mais Notícias

    A carregar...