uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Fajarda volta a ser inundada por cheiro nauseabundo de lamas

Edição de 12.09.2012 | O Mirante dos Leitores
Não gostaria de morar na Fajarda em dias de espalhamento de lamas oriundas das estações de tratamento de esgotos, assim como não gostaria de viver ao lado de campos de cultivo onde são utilizados outros estrumes. Mas gosto muito de vegetais, preferencialmente biológicos ou, pelo menos sem químicos a mais. Como para produzir vegetais é necessário usar terrenos férteis e usar estrume e como não há estrume que cheire bem, sou levado a concluir que uma solução para o problema é acabar com a agricultura e comprar todos os produtos noutros países com populações menos atreitas aos maus cheiros ou então e esta parece-me até ser uma melhor solução, proibir, de uma vez por todas, a ocupação de solos destinados a agricultura com habitações ou, mantendo essa autorização, fazer os promotores das referidas construções, assinarem declarações dizendo que têm consciência de que poderão vir a ter cheiro a estrume a entrar-lhes pelas janelas, em certas alturas do ano. Quanto às lamas das ETARs que a empresa Terra Fértil trata e vende para a agricultura não vejo outra solução que não seja ir despejá-las clandestinamente, sei lá...no deserto??!! Fernando Brites

Mais Notícias

    A carregar...