uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Santarém serve só meia dose de Gastronomia por causa da crise

Santarém serve só meia dose de Gastronomia por causa da crise

Festival decorre de 26 de Outubro a 4 de Novembro na Casa do Campino
Edição de 24.10.2012 | Cultura e Lazer
O Festival Nacional de Gastronomia de Santarém vai ter este ano uma semana a menos de duração, numa medida ditada pela crise e que visa também reduzir custos da organização e dos restaurantes e expositores participantes. O evento decorre durante pouco mais de uma semana, entre 26 de Outubro e 4 de Novembro, na Casa do Campino. O preço das entradas também desceu de 2,5 euros para 2 euros e o custo das cadernetas de dez ingressos baixou de 20 para 15 euros. Outra medida ditada pelos tempos que vivemos foi a eliminação dos habituais almoços temáticos no salão nobre da Casa do Campino. A organização garante que o festival se paga a si próprio com as receitas de bilheteira e os patrocínios, pelo que não precisa de subsídios. Mesmo assim o orçamento baixou dos 450 mil euros de 2011 para os 330 mil euros deste ano.O que não se alterou relativamente a anteriores edições foi a impotência da organização, partilhada entre a Entidade Regional de Turismo (ERT) de Lisboa e Vale do Tejo e Câmara Municipal de Santarém, para evitar a repetição, durante anos e anos consecutivos, de boa parte dos 12 restaurantes presentes. Tanto o presidente da ERT, Joaquim Rosa do Céu, como o vereador do município escalabitano António Valente disseram na apresentação do festival que são as várias entidades de turismo que escolhem os restaurantes que as representam e que quanto a isso pouco podem fazer a não ser dar o exemplo. E, nesse capítulo, a ERT de Lisboa e Vale do Tejo vai rodando os restaurantes, ao contrário do que acontece com outras regiões de turismo.A par dos comes e bebes mantém-se a habitual exposição de artesanato, a tenda dedicada à doçaria e ainda a zona de venda de queijos e enchidos de diversas zonas do país. A animação musical será também uma constante ao longo das noites do festival, estando agendadas as actuações de: Fernando Pereira (26 de Outubro); David Antunes & Midnight Band e Amigos (27); Orquestra Santos Rosa (28); Vanessa Silva + Midnight Band (29); Fado com Cristina Maria, Filipa Cardoso e Francisco Sobral, acompanhados pelos músicos Carlos José Garcia, Custódio Castelo e Carlos Menezes (30); Anabela e Nucha (31); Miguel Araújo (1 de Novembro); Adelaide Ferreira (2); Lucky Duckies (3).
Santarém serve só meia dose de Gastronomia por causa da crise

Mais Notícias

    A carregar...