uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Brasil e Portugal unidos num chá beneficente em Fátima

Brasil e Portugal unidos num chá beneficente em Fátima

Iniciativa visou angariar fundos para a Casa Dr. Alves, um lar da Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida, destinada ao acolhimento de crianças e jovens em situação de perigo.

Edição de 21.11.2012 | Sociedade
O cônsul do Brasil em Faro, Manuel Inocêncio Santos, e a esposa, Sónia Santos, fizeram cerca de 500 quilómetros para estarem presentes no Chá Beneficente realizado na tarde de sexta-feira, 16 de Novembro, em Fátima, Ourém. O evento, integrado no 51.º Encontro dos Descobrimentos - Portugal no Brasil, Brasil em Portugal reuniu cerca de meia centena de pessoas e visava obter donativos para a Casa Dr. Alves, um lar de infância e juventude da Fundação Dr. Agostinho Albano de Almeida, destinada ao acolhimento de crianças e jovens em situação de perigo. Na sala do Hotel Estrela de Fátima marcaram presença vários empresários vindos de Lisboa e ainda o director-geral da Polícia Federal do Brasil, Luiz Pontel de Sousa, e esposa. O valor angariado nesta iniciativa ainda não estava apurado à hora de fecho desta edição.Nelson Faria de Oliveira, advogado brasileiro com raízes em Ourém e a viver em Portugal há doze anos, explicou a O MIRANTE que este 51.º Encontro dos Descobrimentos “é especial” uma vez que os anteriores foram mais vocacionados para a integração entre o mundo empresarial e a sociedade. “Esta foi uma oportunidade para realizarmos um evento mais voltado para as questões da solidariedade, porque a vida não são só negócios”, disse. A ideia surgiu após um contacto estabelecido com o casal Carlos e Isabel Batista que já tinham desenvolvido iniciativas similares de apoio a esta instituição. A verba angariada vai ajudar a fazer face às despesas correntes da instituição, para colmatar as verbas insuficientes que são enviadas pela Segurança Social, de acordo com Joana Calado Portugal, psicóloga que dirige a Casa Dr. Alves. “Este gesto tem um enorme significado. Há um estreitar de relações entre pessoas que vieram do Brasil, naturalizaram-se portuguesas e que se uniram a pessoas de Ourém para organizar este evento em prol da instituição, o que é um sinal que cada vez mais somos reconhecidos pelo trabalho que efectuamos. E estas ajudas são sempre bem-vindas”, disse.A presidente da Assembleia Municipal de Ourém, Deolinda Simões, fez questão de estar presente apesar de ter sofrido uma operação cirúrgica recente. “Esta casa é um orgulho para o concelho de Ourém porque sabe respeitar e dignificar a condição humana. Estas crianças a quem a sorte não foi benévola tem o privilégio de ter um grupo que as ama e faz de tudo para que sejam grandes mulheres amanhã”, referiu na presença dos convidados, entre os quais o vereador com o pelouro Fátima, Nazareno do Carmo. Para além de um pequeno filme sobre a instituição, o evento foi animado pelos músicos da Ourearte, Escola de Música e Artes de Ourém, sendo os convidados brindados, no final, com uma exibição de dança protagonizada por algumas das meninas acolhidas pela instituição. “A ideia é fazer deste evento uma marca anual em Fátima e continuar a apoiar a Casa Dr. Alves. Queremos que as pessoas vejam o trabalho fantástico que esta entidade faz e comecem a colaborar também”, diz Faria de Oliveira. Situada em Ourém, a Casa Dr. Alves, ligada à Fundação Agostinho Albano de Almeida nasceu em 1949 e acolhe, actualmente, 36 jovens e crianças em perigo, entre os 16 aos 21 anos. Muitas das utentes não têm qualquer família ou, por alguma razão, tiveram que ser institucionalizadas. Com estas meninas trabalha uma vasta equipa (técnica, educativa e de apoio), que abrange 17 profissionais, entre as quais uma psicóloga, técnicas de serviço social, uma costureira e auxiliar social, tal como foi descrito num vídeo que foi transmitido durante o evento.
Brasil e Portugal unidos num chá beneficente em Fátima

Mais Notícias

    A carregar...