uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Câmara do Entroncamento é das três únicas do país com “Direito à Alimentação”

Edição de 03.04.2013 | Sociedade
A vice-presidente da Câmara Municipal do Entroncamento critica a Associação de Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal (AHRESP), por aquela entidade ter retirado o seu apoio à campanha “Direito à Alimentação” lançada há precisamente dois anos, em 4 de Abril de 2011, com o patrocínio do Presidente da República. Paula Costa lembra que apesar de todos os constrangimentos a autarquia tem conseguido manter a campanha “tendo-se revelado um dos poucos sucessos, a nível nacional”. Segundo dados recolhidos por O MIRANTE, o fornecimento de refeições por restaurantes que são depois entregues a famílias carenciadas por associações de solidariedade social, só está a ser feito em três municípios a nível nacional. No Entroncamento a campanha vai continuar, como refere a autarca. “A câmara municipal consultou as entidades locais com as quais estabeleceu parcerias, especificamente para esta campanha e todos os intervenientes concordaram em prosseguir com as doações, não obstante ter-lhes sido vedado o benefício inicialmente anunciado relativamente à dedução de contribuições fiscais sobre as refeições doadas”, refere, deixando um agradecimento aos parceiros na campanha, nomeadamente aos proprietários dos restaurantes aderentes que, “apesar dos constrangimentos que se fazem sentir também na área da restauração, mostram-se predispostos a prosseguir” e ao Banco de Voluntariado Local - AVA Social.Implementado o Comboio da FrutaA Câmara do Entroncamento iniciou esta semana, em parceria com as juntas de freguesia (S. João Baptista e Nossa Senhora de Fátima), um outro programa intitulado “Comboio da Fruta”, destinado a combater a obesidade infantil, através da introdução de hábitos de alimentação saudáveis junto dos mais jovens. O “Comboio da Fruta” prevê a distribuição de fruta a crianças que frequentam a Educação Pré-Escolar e o 1º. Ciclo do Ensino Básico nos estabelecimentos de ensino públicos do concelho, três dias por semana. “A entrega da fruta não coincide com qualquer outra refeição, nem substitui o leite escolar. Pretende-se que, após esta fase experimental, ou seja, no próximo ano lectivo, a fruta seja distribuída diariamente”, refere um comunicado da câmara.

Mais Notícias

    A carregar...