uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante
Cobranças difíceis

Cobranças difíceis

Edição de 15.05.2013 | O Cartoon da Notícia
Há cerca de seis anos que os eleitos da Assembleia Municipal de Santarém não recebem o valor das senhas de presença a que têm direito pela participação nas sessões desse órgão autárquico. José Luís Cabrita, líder da bancada da CDU, recordou a situação na última reunião, quando falava da alegada “falta de respeito” que o executivo camarário tem pela assembleia dando o exemplo de pontos que são agendados e depois retirados da ordem de trabalhos devido aos erros na documentação de suporte.Esta não é a primeira vez que os eleitos da assembleia aludem à falta de pagamento das senhas de presença, que não sendo uma fortuna (rondarão os 80 euros por sessão) sempre dariam algum jeito nesta altura do campeonato para ajudar a compor o orçamento familiar dos eleitos. O que não seria o caso de Cabrita, pois as senhas dos eleitos da CDU revertem para os cofres dessa força política.Os atrasos nos pagamentos vêm do tempo em que Moita Flores era presidente do município e o agora candidato à Câmara de Oeiras chegou a garantir que ia pagar, só não sabia era quando. “Estamos atrasados com tanta gente, por que não também com os deputados da assembleia municipal?”, disse numa sessão da assembleia municipal em Abril de 2011. O que leva o Cartoon da Notícia a suspeitar que pelos vistos a coisa só se resolve com o recurso a um especialista em cobranças difíceis.
Cobranças difíceis

Mais Notícias

    A carregar...