uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Empresários satisfeitos com mudança da Fersant para Santarém

Há quatro anos que a Fersant - Feira Empresarial da Região de Santarém deixou Torres Novas e passou a realizar-se em Santarém, em simultâneo com a Feira Nacional da Agricultura/Feira do Ribatejo. Os empresários consideram que a mudança foi uma aposta ganha. O MIRANTE aproveitou a inauguração do certame para saber a opinião de alguns empresários. Na tarde de sábado, a ministra da Agricultura inaugurou a Feira Nacional de Agricultura e visitou a Fersant, que este ano teve lotação esgotada com a presença de sete dezenas de expositores. Os certames decorrem até domingo, 16 de Junho, no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas.

Edição de 12.06.2013 | Sociedade
Mudança para Santarém é aposta ganhaRicardo Soares, proprietário Samorgreen, Samora CorreiaEste é o primeiro ano que Ricardo Soares, proprietário da empresa SamorGreen, de Samora Correia, participa na Fersant em Santarém. O empresário considera que a mudança do certame de Torres Novas para a capital de distrito é benéfica sobretudo para os empresários uma vez que Santarém é uma zona mais central no distrito.Ter um stand na Fersant dá maior visibilidade aos empresários porque a feira tem mais visitantes que vêm conhecer as empresas que estão em exposição. “Damo-nos a conhecer a outro tipo de cliente, de forma mais directa, que de outra forma não conseguiríamos”, afirma.Objectivo é angariar contactos e gerar futuros negóciosJorge Mesquita, director comercial Ambiponto, Almoster (Santarém)O director comercial da Ambiponto está satisfeito com a mudança da Fersant para Santarém, considerando que os empresários têm a oportunidade de se darem a conhecer a mais potenciais clientes. Para Jorge Mesquita, a Fersant não serve para fazer negócio mas sim para estabelecer contactos com novos empresários de outras zonas do país com quem nunca tiveram oportunidade de comunicar. O objectivo, diz, é gerar futuros negócios e angariar novos contactos durante a feira.Santarém é um ponto mais central Luís Santos, vendedor Escrinova, Torres NovasLuís Santos acredita que o melhor que podia ter acontecido à Fersant foi ter saído de Torres Novas. O vendedor da Escrinova considera que em Santarém vêem-se mais pessoas que são sempre potenciais novos clientes. “Santarém é um ponto mais central em relação a todo o distrito. Está mais perto de todos, o que não acontecia com Torres Novas, e isso prejudicava o negócio”, afirma.As vantagens de ter um stand na Fersant, que se realiza em simultâneo com a Feira Nacional da Agricultura, é, para Luís Santos, a oportunidade das empresas mostrarem o seus produtos, darem-se a conhecer melhor a novos clientes e lutar contra a maré.

Mais Notícias

    A carregar...