uma parceria com o Jornal Expresso

Edição Diária >

Edição Semanal >

Assine O Mirante e receba o jornal em casa
31 anos do jornal o Mirante

Homenageado cidadão que morreu em acidente na preparação das festas

A família mais próxima não compareceu alegando o sofrimento que ainda sente
Edição de 28.08.2013 | Sociedade
Dois meses após o acidente trágico que vitimou, a 27 de Junho, Armando Madeira durante os preparativos para as festas de São Pedro e que deixou a aldeia de Correias, em Rio Maior, enlutada, o Centro Recreativo local prestou-lhe uma homenagem. A iniciativa juntou no domingo, 25 de Agosto, num almoço, cerca de oito dezenas de pessoas.Armando Madeira Bernardo, distribuidor de café de profissão, apesar de não ter nenhum cargo de direcção sempre foi um elemento activo na preparação dos festejos anuais e na dinamização do centro de convívio da terra. Era considerado um altruísta e alguém sempre disponível para ajudar quem o rodeava. Ao centro do palco foi colocada a fotografia do homenageado que passará a estar exposta no bar.Dina Carvalho, presidente do Centro Recreativo de Correias e da comissão de festas, deu as boas-vindas aos presentes e emocionou-se durante o discurso de homenagem a Armando “Pipa”, como era conhecido por todos. Antes do almoço de homenagem foi guardado um minuto de silêncio. A presidente confessou a O MIRANTE que esperava mais pessoas na pequena homenagem. Algumas pessoas que gostavam do falecido não estiveram presentes por considerarem ser ainda cedo para uma iniciativa do género. A própria família não esteve presente alegando a dor que ainda lhe causa qualquer recordação do sucedido. A aldeia de Correias tem 246 habitantes, de acordo com os censos de 2011 e não tem qualquer estabelecimento comercial. Nem sequer café ou minimercado. Apenas uma cooperativa agrícola vai sobrevivendo e servindo os agricultores da periferia. Actualmente o único local de convívio é o Centro Recreativo que é aberto diariamente. É lá que os habitantes podem conviver, tanto no bar para tomar café e petiscar, como para jogar às cartas, conversar ou para os mais jovens jogarem matraquilhos, snooker, entre outros jogos.

Mais Notícias

    A carregar...